5 lendas urbanas que já foram explicadas pela ciência - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, Quinta-Feira, 22 de Fevereiro de 2024

Lendas Urbanas

5 lendas urbanas que já foram explicadas pela ciência

Publicado

no

5 lendas urbanas que já foram explicadas pela ciência

O conhecimento científico é carregado de complexas técnicas de análise com o intuito de nos ajudar a solucionar questões duvidosas. Dessa maneira, obviamente, as lendas urbanas também passam por processos de pesquisa para que nós possamos dormir com a consciência tranquila.

1- O assassino podólatra?

Um fenômeno estranho aconteceu no ano de 2007. Quatorze pés calçados foram descobertos nas costas litorâneas do noroeste do Pacífico. Por mais de uma década, a polícia não conseguiu encontrar pistas ou provas para descobrir a identidade do assassino com fetiche em pés. Agora, graças à ciência, sabemos quem estava por trás disso tudo: a própria mãe natureza. Depois de inspecionar o último pé, a polícia descobriu que pertencia a uma pessoa que se matara. O risco de suicídio acabou se tornando um traço comum entre os cadáveres, com pessoas que morreram em tempestades e acidentes no mar, complementando o restante das vítimas.

LEIA TAMBÉM  Lenda Urbana : O Velho do Saco ou Papa Figo

E o que aconteceu com seus corpos? Simplesmente o círculo cruel da vida. Coisas mortas se decompõem e são mordidas por peixes. Os pés, envoltos em uma robusta carapaça de sapato, escapam desse destino e acabam por se arrastar até a praia. Contudo, uma pergunta emerge: por que esse fenômeno só começou em 2007? Por coincidência, a linha do tempo combina com a época em que as empresas de calçados começaram a introduzir bolsões de ar e espuma em seus produtos, tornando os sapatos mais flutuantes.

2- A explosão de pombos

Imagine se, durante a celebração de seu casamento, pombos começassem a explodir misteriosamente… As pessoas já foram advertidas contra jogar punhados de arroz durante a cerimônia, mas não há absolutamente nenhum apoio científico para a lenda. Especialistas dizem que as aves podem tranquilamente ingerir arroz cru, sem risco de explodir.

3- Hampton Court Palace

Hampton Court Palace. The Haunted Gallery

Durante séculos, o Hampton Court Palace de Londres foi o lar de inúmeras lendas. A maioria delas envolvia assombrações e contato com fantasmas. Dos espectros de Jane Seymour (esposa de Henrique VIII) à infame Gray Lady, Hampton Court tem sido um epicentro da suposta atividade paranormal.

LEIA TAMBÉM  Lenda Urbana - Um Titanic no Amazonas

Apesar de seu prestígio macabro, a sensibilidade sobrenatural de Hampton Court poderia ser atribuída ao errático campo eletromagnético da propriedade. Forças magnéticas estranhas podem levar o cérebro a experimentar sensações inexplicáveis ​​e sentir a presença de forças invisíveis.

4- Representação enigmática

No sul da França, há uma caverna pré-histórica chamada Chauvet-Pont D’Arc (muitas vezes traduzida como “Caverna dos Sonhos Esquecidos”). As paredes da região são cobertas com pinturas feitas por seus habitantes nativos, principalmente imagens de leões-das-cavernas, rinocerontes-lanudos e cervos gigantes. Uma parte, no entanto, contém uma interpretação difícil sobre uma espécie de erupção celestial. Em 1994, os pesquisadores descobriram o que os nativos representaram: a erupção vulcânica de Bas-Vivarais. Nada de explosão celestial ou miragem fantasmagórica. Essa é uma das lendas urbanas que já foram explicadas pela

Publicidade
Confira as últimas notícias do TCE-AM
LEIA TAMBÉM  Lenda Urbana com Inteligência Artificial : A Lenda de Ratanabá

Siga o canal

5- Atividade paranormal

Em 1921, o Dr. WH Wilmer escreveu um misterioso artigo para o American Journal of Ophthalmology. Nele, o médico narrou os estranhos sintomas que assolaram um casal identificado como Sr. e Sra. “H”. A família mudou-se para uma nova casa em 1912, e imediatamente começou a presenciar ocorrências incomuns. No início, eles continuamente sentiam como se estivessem sendo observados. Então, pensaram ter ouvido vozes do além e perceberam a mobília se movendo sozinha. Aos poucos, todos ficaram cansados, apáticos e pararam de comer.

Acontece que a família H não estava sendo assombrada. Depois de alguma pesquisa intensiva, Wilmer descobriu que o forno quebrado da nova casa bombeava monóxido de carbono por todos os perímetros, causando enfermidades e alucinações à família H.

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Criador de conteúdo, Editor de Vídeos e as vezes comediante Um amante da fotografia e vídeos cômicos Criando a vida dos meus sonhos um dia de cada vez Você não sabe o quanto eu caminhei… Para chegar até aqui…

Continue Lendo
Publicidade Acompanhe nossas transmissões

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Águas de Manaus

Últimas notícias da Águas de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Câmara Municipal de Manaus

Acompanhe nossas transmissões

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações