A Lenda do Jurupari - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, quarta, 29 de maio de 2024

Lendas Amazônicas

A Lenda do Jurupari

Publicado

no

Jurupari

Jurupari é a figura que aparece nas lendas tupis e também no folclore de tribos indígenas das mais diversas procedências. Ele é o legislador, filho de uma virgem, concebido por meio do sumo do mapati (imbaúba-de-cheiro) quando ela comia essa fruta no dia em que sua ingestão era rigorosamente proibida às donzelas. Jurupari foi o mensageiro do Sol na Terra, cujos costumes começou a reformar a fim de encontrar nela uma mulher tão perfeita que fosse digna de casar com o astro-rei. Mas não encontrou até hoje uma criatura nessas condições, e provavelmente não a encontrará jamais, mas apesar disso prossegue em sua busca porque essa é a missão que lhe foi confiada.

Diz a lenda que se deve a Jurupari uma série de benefícios para o sexo masculino. Quando chegou à Terra o governo aqui era exercido pelas mulheres, mas ele o transferiu para os homens alegando que o matriarcado contrariava as leis do Sol. E para que os do sexo masculino se tornassem independentes das do sexo feminino, instituiu grandes festejos em que nenhuma mulher poderia tomar parte, e segredos que somente eles poderiam conhecer. Os usos, leis e costumes que o herói solar criou são obedecidos até hoje por várias tribos da bacia amazônica.

LEIA TAMBÉM  Conheça os principais deuses da mitologia indígena brasileira

Segundo outra versão, Jurupari é um ente estranho que visita os seres humanos durante o sono e os assusta com a visão de perigos horríveis, tremendos, impedindo-os ao mesmo tempo de gritar por socorro. Muitos o confundem com o Anhangá, gênio ou espírito que os indígenas brasileiros acreditavam ser protetor dos animais terrestres, mas perseguidor dos humanos. Todos, porém, concordavam que Jurupari e Anhangá representavam uma força diabólica, mas a maioria dos relatos colhidos sobre eles sugere que a crença quanto aos dois resultava dos pesadelos que atribulavam os índios durante o sono.

Foram os jesuítas que deram a Jurupari a característica de demônio. Como eram extremamente supersticiosos, os indígenas aceitaram sem discutir a versão de que espíritos do mal criavam as imagens noturnas que os assustavam e lhes perturbava o sono. E tanto isso é verdade que a designação Jurupari pode ser traduzida como “ser que vem à nossa rede”, que é onde os índios dormiam. Ou seja, ela traduz a idéia de que alguém visita os homens à noite, enquanto eles dormem, trazendo visões de muitos perigos e provocando com isso grandes aflições. Em outras palavras, nada mais, nada menos, que um pesadelo.

LEIA TAMBÉM  Qual lenda da Rasga Mortalha você conhece?

Abordando esse mesmo assunto, Osvaldo Orico (1900-1981), professor, diplomata, poeta e ensaísta, escreve o seguinte: “Tendo incutido no ânimo dos selvagens que o espírito que os visitava, à noite, outra coisa não era senão o espírito mau, o filho das trevas, é natural que os jesuítas nos certifiquem de que essa era a crença dos naturais. Efetivamente, segundo testemunho de quase todos os missionários, jurupari é sinônimo de demônio. Em ‘Mitos ameríndios’, tive ocasião de assinalar o motivo da analogia. Transcreverei aqui o que se indicou sobre o curioso mito e que é a parte mais interessante de sua legenda”:

Publicidade
Entre no nosso grupo de Whatsapp

“Entende Couto de Magalhães que a palavra jurupari é uma corruptela de jurupoari, que se traduziria ao pé da letra por boca, mão, sobre; tirar da boca. Montoya fornece esta frase: ‘che jurupoari’, tirou-me a palavra da boca. O dr. Batista Caetano traduz a palavra por: ‘ser que vem à nossa rede’, isto é, ao lugar em que dormimos. Seja ou não corruptela a palavra, escreve o autor de ‘O selvagem’, qualquer das duas traduções está conforme a tradição indígena, e, no fundo, exprime a idéia supersticiosa dos naturais, segundo a qual este ente estranho visita os homens em sonho e causa aflições tanto maiores, quanto, trazendo-lhes imagens de perigos horríveis, os impede de gritar, isto é, tira-lhes faculdade da voz’

A Lenda do Jurupari

A Lenda do Jurupari

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e um apaixonado pela nossa terra. Gravo vídeos sobre cultura, comunicação digital, turismo e empreendedorismo além de políticas públicas.

Lendas Amazônicas, Urbanas e Folclóricas!

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações