Home Notícias Brasil A Petrobrás encerrou o patrocínio ao projeto TAMAR após 40 anos

A Petrobrás encerrou o patrocínio ao projeto TAMAR após 40 anos

2 minutos lido
30

A Petrobras anunciou na última segunda-feira, 6, o fim de uma parceria de mais 40 anos com a Fundação Pró-Tamar (FPT). O contrato de patrocínio foi encerrado e, de acordo com a estatal, a decisão foi tomada pela Fundação Pró-Tamar, que está optando por outros modelos de parceria e de formas de financiamento.

De acordo com a Petrobras, através do apoio da estatal, a Fundação Pró-Tamar conseguiu desenvolver suas atividades e se consolidou como uma iniciativa basilar na conservação de espécies marinhas no Brasil. O apoio começou em 1982, quando a Fundação ainda estava iniciando a busca por parcerias para a missão de conservação de espécies de tartarugas ameaçadas de extinção.

“É motivo de grande satisfação termos participado, desde o início, dessa história que trouxe tantos resultados positivos para a recuperação das populações de tartarugas marinhas, além de ações de pesquisas, educação ambiental e inclusão social. A Petrobras ajudou a construir o caminho para que o projeto tivesse estrutura para desenvolver suas importantes atividades e encerramos esse ciclo com muito orgulho por tudo que foi realizado”, afirma o diretor de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade da Petrobras, Roberto Ardenghy.

Siga nosso novo Instagram @portalnoam


O contrato de patrocínio entre a Petrobras e a Fundação foi firmado em 1982 (Foto: Projeto Tamar)

O trabalho das equipes da FPT visa à recuperação das populações de quatro espécies de tartarugas marinhas: tartaruga-oliva, tartaruga-de-pente, tartaruga-cabeçuda e tartaruga-de-couro, além da tartaruga-verde em Fernando de Noronha (PE) e Trindade (ES).

A Petrobras informou que prevê aumentar o número de projetos sociais e ambientais patrocinados pela estatal, com o mesmo potencial transformador do Tamar, multiplicando a produção de conhecimento e as ações de conservação ambiental no Brasil.

Em Sergipe, a Fundação Pró-Tamar atua através do Projeto Tamar, que possui três bases de pesquisa e conservação (Ponta dos Mangues, Pirambu e Abaís) e um Centro de Visitantes (o Oceanário de Aracaju).A Fundação monitora 150km de praias e protege quase 8.000 desovas e 600 mil filhotes, a cada temporada reprodutiva das tartarugas marinhas. Cerca de 80% são da espécie oliva, a menor entre as tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil.

Fundação Pró-Tamar

A Fundação Pró-Tamar explicou que tomou a iniciativa de não renovar a parceria com a Petrobras para concentrar os esforços em modelos de autosustentação que já estavam sendo analisados e testados.

A Fundação destacou também que está buscando parcerias regionais e mais locais e abrindo outros campos de atuação, a exemplo da prestação de serviços ambientais.

Segundo a Fundação, a maior parceria é com a sociedade que sempre apoiou e continua apoiando as ações e pesquisas para a conservação das tartarugas marinhas, frequentando os centros de visitantes e comprando os produtos nas lojas Tamar.

Comentários com Facebook

Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Brasil

Leia Também

Homem amarra a namorada, agride e envia vídeo ameaçando os familiares dela

Um homem de 30 anos de idade foi preso suspeito de ter agredido e enviado uma gravação de …