Home Notícias Amazonas Abandono de animais é tema de projeto desenvolvido em escola estadual da zona oeste

Abandono de animais é tema de projeto desenvolvido em escola estadual da zona oeste

5 minutos tu lês tudo
25
FOTOS: Eduardo Cavalcante – Seduc/AM

Iniciativa integrou a mostra de projetos do Programa Ciência na Escola (PCE)

Alunos da Escola Estadual Marechal Hermes, localizada no bairro Nova Esperança, na zona oeste de Manaus, apresentaram, nesta sexta-feira (03/12), o projeto intitulado “Ecos do abandono e dos maus-tratos aos animais de rua do bairro de Nova Esperança: o olhar do aluno sobre questões de saúde pública, ecológica, econômica e de responsabilidade social no trato aos animais desabrigados no entorno da Escola Marechal Hermes”.

A iniciativa foi realizada por meio de pesquisa quantitativa e qualitativa, e tem como objetivo retratar a condição de animais abandonados por seus tutores, além de dialogar sobre a ausência de políticas públicas que promovam proteção e saúde animal.

FOTOS: Eduardo Cavalcante – Seduc/AM

O projeto foi apresentado junto a outras oito iniciativas que foram aprovadas no Programa Ciência na Escola (PCE), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). A mostra foi transmitida ontem e hoje (02 e 03/12), por meio de live transmitida nas redes sociais da escola.

A estudante Stephany de Araújo Gomes conta como se sentiu ao abordar um tema que não tinha tanta afinidade no dia a dia: “Gostei muito de participar do projeto, pois me incentivou muito a ter uma outra visão do cuidado com os animais que antes não tinha, então, hoje, consigo ver a importância de prevenir o abandono dos animais, assim como os maus-tratos”, disse.

A professora orientadora do projeto, Jucélia Paredio, explica que a ideia surgiu ao se tornar tutora de animais abandonados: “Eu passei a cuidar de animais abandonados e, a partir daí, percebi como a influência do descaso causa danos irreversíveis a cachorros e gatos, então sugeri essa linha de pesquisa aos meus alunos e iniciamos as atividades”, contou.

Mais projetos – Ao todo, 24 alunos apresentaram durante dois dias os projetos aprovados pelo Programa Ciência na Escola (PCE), foram eles: “Dos desafios contemporâneos psicopedagógicos para a prática educacional em tempos coronavianos: desvelamentos discursivos”; “Para a resiliência e a criatividade: o papel da arte como instrumento transformador do bem-estar em tempos de pandemia de Covid-19 entre os alunos da E E Marechal Hermes”; “A trajetória de ocupação urbana do bairro de Nova Esperança nos anos 2000 a 2020: uma análise geográfica-urbana e histórica do crescimento populacional no bairro”; “O ensino de Língua Portuguesa na modalidade remota: impactos da Covid-19 no Ensino Fundamental II, da E. E. Marechal Hermes”.

Ao analisar a relação entre o esporte e a educação indígena, a professora Cristiane Alves, junto aos alunos do 6º ano da unidade escolar, foram os criadores do projeto “A disciplina de Educação Física entre diálogos interculturais, através da utilização de jogos e brincadeiras indígenas com os alunos do ensino fundamental II da E.E. Marechal Hermes”.

A investigação produziu, além da pesquisa, a execução de atividades de origem indígena conhecidas pelos alunos por outros nomes. “Então, o nosso projeto foi muito interessante. Os alunos trouxeram suas perspectivas e o que eles consideram de brincadeiras que já existiam há muito tempo e eles nem imaginavam que eram de origem indígena, ou seja, o nosso trabalho teve o propósito de unir culturas”, refletiu a professora.

Comentários com Facebook

Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Amazonas

Deixe um comentário

Espia Esse Aqui

Programa de transformação digital dos serviços públicos, criado Roberto Cidade, vira lei

O Projeto de Lei nº 399/2020, de autoria do presidente da Assembleia Legislativa do Amazon…