Home Notícias Polícia Adolescente que matou Ingrid Raíssa também abusou sexualmente da menina, confirma a perícia

Adolescente que matou Ingrid Raíssa também abusou sexualmente da menina, confirma a perícia

1 minutos lido
207


Os laudos da perícia que estava sendo realizada pelo Instituto de Criminalística (IC) sobre a morte de Ingrid Raíssa, de 11 anos, foram concluídos nesta quinta-feira (26). Foi encontrado o sêmen de um adolescente de 17 anos que havia sido apreendido pela Polícia Civil.

O adolescente tinha confessado o crime, mas negou ter abusado da vítima. O corpo de Ingrid foi encontrado na Zona Rural de Rio Largo, no dia 22 de junho, dois dias após desaparecer.

A chefe do laboratório forense, Rosana Coutinho, contou que outros dois suspeitos foram descartados. “Com os exames concluídos, excluímos dois dos suspeitos apresentados pela polícia civil durante as investigações. Mas, no material genético masculino encontrado nas manchas oriundas das regiões anais e vaginais, bem como nos fragmentos ungueais da mão direita do cadáver, não se pode excluir o terceiro suspeito, o DNA é do adolescente de 17 anos apreendido, que confessou ser o autor do crime.”

Como o corpo da adolescente estava em estado avançado de decomposição, foi liberado para sepultamento por ordem judicial e só restava a certidão de óbito, que agora já pode ser solicitada pela família. “Após o confronto entre os materiais biológicos recolhidos no cadáver registrado no IML como identidade desconhecida com o perfil genético da senhora Maria Cremilda da Silva ficou comprovado cientificamente que se tratava da filha biológica dela. Com o resultado do laudo, a família agora poderá solicitar a certidão de óbito de Ingrid Raíssa,” afirma Rosana.

Comentários com Facebook

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Polícia

Leia Também

Homem é suspeito de matar sua mulher grávida e enteada degolados; Além delas ele é suspeito de matar um fazendeiro idoso.

Um homem é suspeito de assassinar três pessoas na zona rural de Corumbá de Goiás, O crime …