Álvaro Campelo pede prorrogação da CPI dos Combustíveis por mais 30 dias

116

Na manhã da última quinta-feira (01), durante Sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o autor da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o mercado de combustíveis no Amazonas, deputado Álvaro Campelo (Progressistas), subiu à tribuna para pedir a prorrogação das investigações por mais 30 dias, com a finalidade de apurar mais a fundo ilegalidades na distribuição, comercialização e a suposta combinação de preços nos combustíveis no Estado do Amazonas.

Álvaro Campelo pede prorrogação da CPI dos Combustíveis por mais 30 dias – Imagem: Divulgação

De acordo com o deputado, as informações e documentos coletados, até o momento, são insuficientes. “É necessário estender esse prazo para que as investigações sejam concluídas. Portanto, propus aqui de forma verbal e pública que esse prazo seja prorrogado para darmos uma resposta efetiva e satisfatória à população. Todos estão aguardando um resultado concreto dessa Comissão Parlamentar de Inquérito e eu entendo, do ponto de vista jurídico, que ainda faltam subsídios importantes para que essa CPI seja encerrada”, afirmou Campelo.

A proposta do parlamentar tem embasamento no próprio regimento, que dispõe que a CPI tem o prazo de 120 dias para ser encerrada, podendo ser prorrogada por mais 60 dias, para investigar o alinhamento entre os preços nos postos de combustíveis e os preços praticados nas distribuidoras.

O deputado, que tem uma atuação firme na área do direito do consumidor há quase uma década, acrescentou que não vai ceder a nenhuma pressão que possa prejudicar o resultado das investigações, já que enfrentou muitos obstáculos para a instalação da CPI.

Álvaro Campelo pede prorrogação da CPI dos Combustíveis por mais 30 dias – Imagem: Divulgação

Comentários