Home Notícias Amazonas Amazonastur estuda viabilidade de turismo de base comunitária na comunidade São Francisco do Caramuri

Amazonastur estuda viabilidade de turismo de base comunitária na comunidade São Francisco do Caramuri

2 minutos lido
170

O corpo técnico da Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur) visitou, neste sábado (24/07), a comunidade São Francisco do Caramuri, situada na zona rural de Manaus. O objetivo da visita foi identificar potencialidades turísticas da localidade, para posterior implantação de projetos que viabilizem o turismo na região. Além de ser reconhecida pela produção de abacaxi, a comunidade promove o Festival de Pesca que atrai renda para a região.

A visita faz parte da estratégia do Governo do Amazonas para fomentar o setor em todo estado, com foco no turismo comunitário, e compõe a série de visitas técnicas que a instituição está realizando em diversos municípios, determinadas pelo presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff Filho.

São Francisco do Caramuri / Foto : Divulgação
São Francisco do Caramuri / Foto : Divulgação

“O objetivo dessa visita na comunidade é para nós levantarmos o potencial turístico do local, avaliarmos possíveis atrativos turísticos da comunidade pensando no período pós-pandemia. Nosso foco também é trazer atrativos de investimentos para a comunidade”, disse Isadora Alfaia, chefe do Departamento de Projetos e Produtos da Amazonastur.

Para o presidente da Associação Comunitária Agrícola São Francisco do Caramuri (ACASFC), Daniel Leandro, a visita é um passo importante para a geração de renda e melhora da qualidade de vida da comunidade.

“Essa visita é um marco histórico e um processo que nós compreendemos que é um salto para avançar no turismo de base comunitária, visando o mercado regional, nacional e internacional. Isso vai fazer com que a comunidade tenha novas oportunidades para agregar valor, geração de renda e promover melhor qualidade de vida para as famílias e também bem-estar fazendo com que, futuramente, a gente se torne uma grande potência, sem precisar degradar a Amazônia”, disse Daniel.

São Francisco do Caramuri / Foto : Divulgação
São Francisco do Caramuri / Foto : Divulgação

Produtora de abacaxi há 20 anos, a agricultora Lucélia Nascimento também vê com bons olhos esse contato com o poder público para promover a região. “É uma oportunidade que nós temos do desenvolvimento do turismo na nossa comunidade no entorno para estar desenvolvendo um trabalho, disponibilidade de gerar emprego e expor o que a gente tem de melhor para o mundo todo”, disse Lucélia.

A visita técnica contou com a participação do diretor de Negócios e Eventos, Ian Ribeiro; do diretor de Desenvolvimento e Turismo, Gustavo Sampaio; da chefe do Departamento de Registro e Sensibilização, Giovanna Maués; da chefe do Departamento de Capacitação, Kethlenn Porto; e do assessor de Planejamento Estratégico, Daniel Bernardes.

Caramuri – O nome é em alusão ao fruto caramuri, típico da região amazônica. A comunidade foi fundada em 4 de outubro de 1995 e lá vivem, atualmente, 70 famílias com um total de 270 pessoas. Em 2011 o nome da fruta foi lançado para concorrer ao o nome da bola da Copa do Mundo de 2014, mas acabou não sendo escolhido. O fruto, assim como o evento esportivo, é colhido a cada quatro anos.

São Francisco do Caramuri / Foto : Divulgação
São Francisco do Caramuri / Foto : Divulgação

Comentários com Facebook
Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Amazonas

Leia Também

Semana de formação para aperfeiçoamento da gestão de saúde no Amazonas através da Escola de Contas do TCE-AM

A Escola de Contas do Tribunal de Contas do Amazonas (ECP/TCE-AM) dá início a Semana de fo…