Home Notícias Política Amazonino atropelou ALEAM e Constituição ao dobrar salário de secretários, afirma Serafim

Amazonino atropelou ALEAM e Constituição ao dobrar salário de secretários, afirma Serafim

1 minutos lido
11

Sem consultar a Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), o governador Amazonino Mendes (PDT) publicou decreto dobrando o salário de secretários de sua gestão, de R$ 13,5 mil para R$ 27,5 mil. Para o deputado Serafim Corrêa (PSB), a ação silenciosa do governador atropela o poder legislativo e fere a Constituição Federal.

O decreto n° 38.853, de 9 de abril de 2018, foi publicado na edição de mesma data do Diário Oficial do Estado (DOE-AM), e revelado pelo parlamentar durante discurso no pequeno expediente da ALE-AM, desta terça-feira (10). O aumento para os secretários será dado por meio de abono no valor de R$ 14 mil.

“Claramente, o Sr. Governador estar querendo atropelar o Poder Legislativo. Nós estamos sob a égide da Constituição Federal, e quando se fala tanto em cumprir a constituição é bom dizer que esse é um descumprimento claro da Constituição da República. O governador está atropelando o processo legislativo e está atropelando o Estado Democrático de Direito”, avaliou Serafim.

Amazonino atropelou ALEAM e Constituição ao dobrar salário de secretários, afirma Serafim / Foto : Marcelo Araújo
Amazonino atropelou ALEAM e Constituição ao dobrar salário de secretários, afirma Serafim / Foto : Marcelo Araújo

Questionamentos

O parlamentar, que é líder do PSB na ALE-AM, questionou se é razoável e defensável que o governador Amazonino conceda esse aumento ao seu staff, enquanto os professores, por exemplo, tiveram que recorrer a greve para ter um reajuste salario de 27% , e ainda parcelado.

“Eu entendo que não. E o que fica claro para mim é que ele (Amazonino) tem a certeza que na correlação de forças ele não tem a maioria aqui na Assembleia Legislativa, e teve medo do desgaste que sofreria mandando esse projeto de lei para a Casa, e também dos efeitos que isso vai causar no restante do funcionalismo público”, concluiu Serafim dizendo que repudia o caminho adotado pelo governo.

Além de dobrar o salário de secretários, o governador também presenteou com o mesmo “benefício”: secretários executivos e presidentes de autarquias e fundações com abono de R$ 11,6 mil; secretários executivos adjuntos com abono de R$ 10,2 mil.

Confira o Diário Oficial

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Política

Leia Também

“O governo federal não tem obrigação de bancar marmanjo”, diz Mario Frias sobre lei de incentivo à cultura

Na última quinta-feira (6/5) durante uma live sobre cristianismo e Lei Rouanet, que inclui…