Home Notícias Internacional Após dizer: “Somos solidários à Rússia” Bolsonaro se cala sobre bombardeio a Ucrânia

Após dizer: “Somos solidários à Rússia” Bolsonaro se cala sobre bombardeio a Ucrânia

1 minutos o tempo de leitura
593

A visita do presidente Jair Bolsonaro ao presidente russo, Vladimir Putin, na semana passada, quando a comunidade internacional se esforçava para impedir uma guerra entre Rússia e Ucrânia, já poderia ser considerada um desastre diplomático pela inconveniência.

Após dizer: “Somos solidários à Rússia” Bolsonaro se cala sobre bombardeio a Ucrânia – Imagem: Divulgação

“O momento em que o presidente do Brasil se solidarizou com a Rússia, enquanto as forças russas já estavam se preparando para lançar ataques a cidades ucranianas, não poderia ser pior”, disse oficialmente o Departamento de Estado dos EUA.

Mas Bolsonaro conseguiu piorar ao proferir uma frase momentos antes do encontro com Putin, que já entrou para a história — pelo motivo errado. “Somos solidários à Rússia”, afirmou o presidente em vídeo gravado já no Kremlin, sem medir a impropriedade de manifestar solidariedade aos russos naquele momento. “Há muito a colaborar em várias áreas: defesa, petróleo e gás, agricultura”, completou.

Nesta quinta-feira, 24, o repúdio internacional a Putin é uma unanimidade – não há registro de nenhuma solidariedade pública ao governante russo. Bolsonaro, por enquanto, está calado sobre o assunto.

Comentários com Facebook
Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Jussara Melo
Carregar Mais Em Internacional

Deixe um comentário

Espia Esse Aqui

Vencedora do reality “A Batalha dos Piores Cozinheiros” é condenada por espancar até a morte sua filha adotiva

Um crime chocou o mundo dos famosos após a vencedora do reality show culinário ‘Worst Cook…