Home Notícias Brasil Após quebrar retrovisor em acidente, casal é atropelado e advogada morre : “Ela só vivia para estudar”

Após quebrar retrovisor em acidente, casal é atropelado e advogada morre : “Ela só vivia para estudar”

1 minutos lido
709

A advogada Larissa Duarte Lima, de 23 anos, morreu na terça-feira (24) após uma discussão de trânsito, no Rio de Janeiro. A jovem estava na garupa da moto do namorado, que teria acidentalmente esbarrado no retrovisor de um veículo, quando passava pela Rua Aricuri, em Campo Grande, na Zona Oeste.

Larissa Duarte Lima / Foto: Reprodução

De acordo com testemunhas, o motorista do veículo, identificado como Antônio Gabriel Farias passou a perseguir o casal e bateu na traseira da motocicleta. Antônio começou a discutir com o namorado da jovem, que dirigia a moto, e acelerou com o carro em direção ao casal. Durante a segunda batida, Larissa bateu com a cabeça no chão e morreu no local, o namorado teve ferimentos leves.

Após o acidente, quem estava no local evitou que o motorista fugisse. Antônio Gabriel Farias foi autuado em flagrante por homicídio doloso (com intenção de matar) e foi preso por policiais militares após discutir com a jovem e o namorado dela e acelerar o carro em direção ao casal. A Delegacia de Homicídios da Polícia Civil investiga o caso.

Conforme os familiares de Larissa, a jovem tinha se formado há dois anos, estava estudando para um concurso e tinha o sonho de se tornar delegada.

“Ela só vivia para estudar e vem esse covarde fazer isso. Era só um retrovisor. Minha sobrinha, era tão boa. Ele tirou uma vida por causa de um retrovisor. Que país é esse?”, disse a tia Mônica Paula de Lima ao Uol.

 

Antônio Gabriel Farias / Foto: Reprodução
Comentários com Facebook

Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Brasil

Leia Também

Vídeo: Pastor passa mal em igreja e morre enquanto cantava ‘não deixe um soldado ferido morrer’

Um caso que causou muita comoção nas redes sociais foi o vídeo de um pastor, de 48 anos, q…