Ap√≥s R$ 3 bilh√Ķes em aditivos, nove est√°dios da Copa ca√≠ram na Lava Jato, entre eles a Arena da Amaz√īnia

213

V√£o-se os an√©is, ficam-se os dedos. Assim se sentem os moradores amazonense que pagaram pela fortuna da obra da Arena da Amaz√īnia. O que pouca gente sabia era que boa parte desse dinheiro suado serviria para custear propina e corrup√ß√£o do governador Eduardo Braga e Omar Aziz, assim seguem nas den√ļncias encaminhadas pela Pol√≠cia Federal.

A constru√ß√£o das arenas da Copa do Mundo de 2014 sempre foi cercada de suspeitas de corrup√ß√£o, sentimento que cresceu com o aumento dos custos dos est√°dios em R$ 3 bilh√Ķes. Quase tr√™s anos ap√≥s o in√≠cio do Mundial, as investiga√ß√Ķes da Opera√ß√£o Lava Jato t√™m trazido luz e comprovado boa parte destas suspeitas, com nove arenas aparecendo nas dela√ß√Ķes premiadas.

Na Arena Pantanal tamb√©m h√° investiga√ß√£o, mas ela ocorre fora da opera√ß√£o da PF (Pol√≠cia Federal). Abaixo, uma s√≠ntese do que est√° sendo investigado na Arena da Amaz√īnia.

Arena da Amaz√īnia

Arena da Amaz√īnia / Foto : Portal da Copa
Arena da Amaz√īnia / Foto : Portal da Copa

Valor inicial: R$ 515 milh√Ķes / Valor final: R$ 660,5 milh√Ķes

Investigados: Os ex-governadores do Amazonas Eduardo Braga (PMDB) e Omar Aziz (PSD) e a Andrade Gutierrez.

Den√ļncias : A empreiteira afirma ter pago 10% sobre o valor da obra a Eduardo Braga e 5% a Osmar Aziz. O resultado da licita√ß√£o teria sido combinado.

Al√©m da Arena da Amaz√īnia, as outras arenas que est√£o sendo investigadas s√£o : Est√°dio do Maracan√£ , Arena Corinthians, Est√°dio Man√© Garrincha, Arena das Dunas, Arena Pernambuco, Est√°dio da Fonte Nova, Est√°dio Castel√£o, Arena Pantanal e o palco do 7×1, o est√°dio do Mineir√£o.

Coment√°rios