Home Entretenimento Curiosidades Aranha venenosa que pode viver até duas décadas é descoberta

Aranha venenosa que pode viver até duas décadas é descoberta

2 minutos lido
182

Aranhas, normalmente, não são um dos animais mais queridos das pessoas. Existem aqueles que são tão traumatizados com o animal, tanto que a palavra medo é bastante simplória para descrever o que sentem.

Elas são animais que vivem em diversos lugares, como em matas, pântanos, desertos e buracos no solo. E para aqueles que não gostam delas, essa é uma notícia aterrorizante.

Os cientistas acabaram de registrar a existência de uma nova espécie de aranha, que foi encontrada pela primeira vez em Miami em 2012. Ela é descrita como “pequena tarântula preta brilhante” e tem um veneno que induz picadas dolorosas como as picadas de abelha.

A chamada aranha-alçapão Pine Rockland, Ummidia richmond, foi encontrada em 2012 por um tratador do zoológico de Miami quando ele estava checando as armadilhas de pesquisa de répteis.

Depois de encontrar a aranha o homem mandou uma foto dela para o Departamento de Conservação e Pesquisa. Mas eles não encontraram nenhum registro da espécie na região.

O macho encontrado escapou do manuseio e foi encontrado de novo apenas em 2014. Os pesquisadores assumem que a fêmea, que nunca foi vista, possa medir de duas a três vezes o tamanho do macho.

Descoberta

O macho capturado em 2014 e levado até os especialistas chegou até Rebecca Godwin, da Universidade de Piedmont. Na época, ela estava pesquisando justamente esse grupo de aranhas do grupo “ummidia”.

O trabalho de Godwin era focado na classificação e descrições detalhadas dos membros do gênero que foram encontrados na América do Norte. E foi ela quem confirmou que o macho em questão era uma espécie que não tinha sido descrita anteriormente.

A aranha vive no arredores de pinheiros e rochas e é conhecida como “alçapão” justamente pela maneira como ela captura suas presas. Ela deixa uma espécie de tampa no estilo de um alçapão perto da sua toca e arrasta as presas para dentro.

Veneno

De acordo com Frank Ridgley, chefe de conservação do Zoo Miami, para os humanos, o veneno dessa nova espécie de aranha é o equivalente a uma picada de abelha. Contudo, o poder que ele tem é bem eficaz na neutralização e morte de suas presas, que são geralmente pequenos invertebrados.

“Aranhas como esta geralmente dependem de seu tamanho e força para subjugar suas presas, e o veneno muitas vezes age para ajudar a quebrar e liquefazer o interior de suas presas”, disse ele.

Até o momento, a fêmea dessa espécie não foi encontrada, mas ela pode viver até 20 anos. Já os machos levam até sete anos para amadurecerem, saírem das tocas para acasalar e morrem logo em seguida.

Godwin afirma que o macho encontrado no zoológico foi um macho errante.

Ameaça

Mesmo tendo uma técnica genial para capturar suas presas, essas aranhas também são alimentos para pássaros ou então são parasitadas por vespas que quando seus ovos eclodidos acabam devorando a aranha. Mas a maior ameaça que esse aracnídeo tem é a perda do seu habitat.

“O fato de uma nova espécie como essa poder ser encontrada em um fragmento de floresta em extinção no centro da cidade ressalta a importância de preservar esses ecossistemas”, ressaltou Ridgley.

E caso a espécie suma sem maiores estudos feitos sobre ela, isso poderá representar a perda de vários potenciais que outras aranhas do gênero já vinham mostrando cientificamente.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Curiosidades

Leia Também

Gêneros textuais e a sua incidência em provas de vestibular

O período pré-vestibular pode ser bem desgastante na vida de qualquer estudante que esteja…