Home Notícias Política Assembleia Legislativa: última sessão do ano tem balanços e críticas

Assembleia Legislativa: última sessão do ano tem balanços e críticas

2 minutos lido
23

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (Patriotas) abriu a última sessão ordinária de 2020, nesta quarta-feira (17) relizando um balanço de sua gestão no comando do Poder Legislativo.
Josué agradeceu aos 23 membros do parlamento estadual e também à bancada federal do Amazonas “pelo cordial e respeitoso diálogo com a Aleam”.
“Fizemos o máximo possível para que todas as matérias enviadas pelo Ministério Público do Amazonas (MPE-AM), Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Tribunal de Justiça (TJAM), Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) e o Executivo fossem colocadas em deliberação para que o rito de tramitação fosse cumprido”, disse.

Josué lembrou da valorização que a Aleam deu aos servidores e explicou que por conta da pandemia, não foi possível conceder a data-base, mas que em 2021, ela será aplicada retroativamente. “Pela primeira vez na história, a Mesa Diretora está deixando em caixa um valor que nunca foi deixado anteriormente, R$ 40 milhões de reais nas contas bancárias da Assembleia, isso representa o respeito com o erário”, explicou.

“Fomos a primeira Assembleia do Brasil a trabalhar 100% de forma virtual e a primeira de forma híbrida por conta da pandemia e nos tornamos exemplo para as outras Casas Legislativas. Foi um grande ano, apesar de todas as dificuldades, estou com o sentimento de dever cumprido”, afirmou Josué, acrescentando que tem muita confiança na gestão do novo presidente, deputado Roberto Cidade (PV).

O deputado Fausto Jr. (MDB) também fez um balanço do ano de 2020 e refletiu sobre as dificuldades apresentadas durante a pandemia que, segundo ele, não se importou com classe social, raça ou credo. “Todos nos vimos sob uma nova realidade, em que hoje ao ver no plenário todos de máscara, não imaginaríamos que estaríamos sob essas circunstâncias”, disse.

Augusto Ferraz (DEM) lembrou que esta quinta-feira (17) foi seu último dia como deputado estadual, pois a partir de janeiro inicia uma nova caminhada como prefeito de Iranduba. “Quero agradecer muito ao presidente da Assembleia Legislativa, Josué Neto, que junto com os outros colegas e servidores da Casa me ajudaram muito no exercício do mandato”, declarou.
Serafim Corrêa (PSB) alertou aos colegas deputados sobre os últimos acontecimentos em relação à vacina de combate ao novo coronavírus (Covid-19). “Com a pandemia, tudo mudou, passamos a ter muitas dificuldades, o Brasil já chega a 200 mil mortos, isso tudo abalou a população brasileira, vivemos conflitos desnecessários como a obrigatoriedade ou não de tomar a vacina. Nós precisamos de todas as vacinas, que não têm nacionalidade, devemos crer na ciência”, afirmou.

Wilker Barreto (Podemos) criticou o governador Wilson Lima (PSC) que durante uma entrevista justificou a compra dos respiradores por estar “fazendo o melhor para o Amazonas”. Para Barreto “o governador esqueceu que os ventiladores foram comprados numa loja de vinhos. Esqueceu que foi tudo armado na montagem do preço”.

O deputado Dermilson Chagas (Podemos) confirmou o discurso de Barreto e disse que foram comprados ventiladores e não respiradores

Sobre o mesmo assunto, o deputado Delegado Péricles (PSL) aparteou Wilker Barreto e afirmou ser lamentável a entrevista do governador, pois, segundo ele, a CPI da Saúde desvendou o passo a passo de tudo que aconteceu no caso. “O desvio de dinheiro público, o uso de uma outra empresa para intermediar o esquema fraudulento, a vinculação do marido da ex-secretária de Comunicação à empresa”, declarou.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Roger Siqueira
Carregar Mais Em Política

Leia Também

Cheia 2021: Presidente Roberto Cidade solicita ao Governo Federal ajuda municípios atingidos pela cheia

Com 58 dos 62 municípios do Amazonas atingidos pela cheia dos rios, o presidente da Assemb…