Home Notícias Esporte Atleta dos Saltos Ornamentais Ingrid Oliveira chama atenção pela beleza e velha polêmica volta à tona

Atleta dos Saltos Ornamentais Ingrid Oliveira chama atenção pela beleza e velha polêmica volta à tona

3 minutos lido
514

A atleta dos Saltos Ornamentais Ingrid Oliveira, ficou conhecida em 2015 após conquistar uma medalha de prata no Pan-Americano de Toronto, na plataforma de 10 metros. Nessa mesma competição, a primeira polêmica envolvendo a atleta: Uma foto onde aparece de biquíni, sentada na plataforma foi o suficiente para a conquista da jovem ser colocada em segundo plano.

Mas a maior polêmica estaria por vir na Olimpíada do Rio, em 2016, quando se tornou público que a atleta teve relações sexuais com Pedro Gonçalves, da Canoagem.

Agora em Tóquio, a Atleta voltou a brilhar e fazer o melhor que ela sabe que é justamente seu Salto Ornamental. No Twitter, internautas se derreteram pela morena, que teve uma série de cliques seus circulando na web e recebeu uma enxurrada de elogios.

“Acabei de me apaixonar por uma tal de Ingrid Oliveira, se por acaso ela não conseguir levar o ouro na olimpíada, o primeiro lugar do meu coração ela já conquistou”, disparou um. “Ingrid Oliveira, senhoras e senhores. Mais conhecida como amor da minha vida”, escreveu outro. “Sou apaixonada pela Ingrid Oliveira”, comentou mais um.

Atleta da equipe brasileira de Saltos Ornamentais, Ingrid nasceu em São Gonçalo e está tão focada em chegar à final da modalidade que evita circular pelas dependências dos alojamentos por conta dos burburinhos envolvendo o seu nome.

Ingrid Oliveira é apontada com uma das mulheres mais belas em Tóquio / Foto : Reprodução

Na última Olimpíada no Rio de Janeiro, a saltadora após a polêmica, acabou sofrendo demais com os comentários machistas, que quase colocaram a sua carreira esportiva em xeque.

“Foi um show de machismo contra a Ingrid Oliveira em 2016 por ter feito sexo na Vila Olímpica pra chegar em 2021 ter tweets só elogiando a aparência dela”, desabafou um internauta.

ATAQUES MACHISTAS

Em entrevista ao UOL, a atleta deu um relato emocionante ao contar o seu lado da história e refletiu sobre o machismo escancarado nas Olimpíadas.

“A única verdade é que eu levei o Pedro (Pepe Gonçalves, atleta da canoagem slalom) para o meu quarto. Mas não foi na véspera da minha competição, nem da competição dele. Ele não passou a noite comigo. Eu não expulsei ninguém do quarto. Eu não fui expulsa da Olimpíada. Colocaram de uma forma que pareço uma desmiolada”, disse ela, que relembrou a série de ataques e xingamentos que recebeu na época, além de refletir sobre o quanto o ocorrido afeta o seu emocional até hoje.

Eu fui detonada pelo mundo inteiro. Eu fui assediada. Recebi pornografia. Recebi proposta para fazer programa – sexual, não de televisão. Eu perdi trabalhos. Fui atacada por jornais do mundo inteiro. Na Wikipedia, eu fui definida como a ‘A menina que fez salto com vara’. Uma parada muito bizarra. Criaram uma história e repostaram, repostaram e repostaram. Colocaram rótulos, espalharam mentiras, escreveram histórias que não vivi. Tudo porque eu sou uma mulher que faz sexo, afirmou.

“O trauma foi tão grande que eu fiquei três dias sem sair de casa. Eu tinha vergonha. Na época, alugava um quarto na casa de uma amiga. Eu ficava com vergonha de olhar para a mãe dela. E olha que ela me tratava como filha” Ingrid Oliveira

“Um problema que ainda enfrento é que até hoje o povo me coloca na posição de uma pessoa vulgar. Não me vê como atleta. Não me viam antes e muito menos depois da polêmica da Olimpíada Como se eu tivesse escolhido esse papel. Nunca me perguntaram se eu queria ser a musa de alguma coisa. Eu não sou a ‘Musa do Pan’. Eu não sou a ‘bonitona dos saltos’. Sou a atleta Ingrid Oliveira”, finalizou.

Comentários com Facebook
Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Esporte

Leia Também

Sargento da Polícia Militar, Anderson “Choque” fará defesa de cinturão no Skull Champions 2.0

Na disputa mais aguardada da segunda edição do Skull Champions MMA, o sargento da Polícia …