Brasil tem primeiro registro de remédio à base de maconha

53

A Ag√™ncia Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) registrou um medicamento √† base de maconha para tratar espasticidade – rigidez excessiva dos m√ļsculos – em pacientes com esclerose m√ļltipla. Trata-se do primeiro medicamento √† base de Cannabis sativa aprovado no Brasil.

Com o nome comercial Mevatyl, o medicamento contém tetraidrocanabinol (THC) em concentração de 27 mg/mL e canabidiol (CBD) em concentração de 25 mg/mL. A droga já é aprovada em outros 28 países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Alemanha, Dinamarca, Suécia, Suíça e Israel, onde é conhecido por Sativex.

O medicamento √© indicado para pacientes adultos com espasticidade de grave a moderada relacionada √† esclerose m√ļltipla que n√£o respondam a outros medicamentos e que demonstrem uma boa resposta ao Mevatyl ap√≥s um per√≠odo inicial de tratamento.

A Anvisa alerta que o medicamento não é indicado para tratar epilepsia nem pode ser consumido por pessoas com menos de 18 anos. Até então, a Anvisa somente liberava a importação de medicamentos à base de Cannabis sativa comprados em outros países, mas não havia um produto dessa categoria com registro no país.

A partir do registro do medicamento pela Anvisa, √© necess√°rio aguardar a determina√ß√£o do pre√ßo do produto pelo Comit√™ T√©cnico Executivo da C√Ęmara de Regula√ß√£o do Mercado de Medicamentos (CMED), √≥rg√£o coordenado pela Anvisa e composto por representantes dos minist√©rios da Fazenda, Sa√ļde, Justi√ßa, Desenvolvimento e Casa Civil. S√≥ ap√≥s essa defini√ß√£o √© que o medicamento poder√° come√ßar a ser vendido no pa√≠s.

Foto - Rafael Passos/Jornal Correio da Paraíba
Foto РRafael Passos/Jornal Correio da Paraíba

 

Coment√°rios