Home Notícias Polícia Briga de bar acaba com menino de 3 anos morto com bala perdida

Briga de bar acaba com menino de 3 anos morto com bala perdida

3 minutos o tempo de leitura
269

Uma briga que começou em um bar terminou de forma sangrenta na noite do último sábado (25). Entre a consequência da briga, três pessoas perderam a vida entre elas um menino de 3 anos atingido por uma bala perdida. A confusão que gerou as mortes foi em Várzea Bonita, distrito de Januária, no Norte de Minas Gerais. Entre as vítimas está Maciel Gonçalves dos Santos, um menino de 3 anos, atingido por uma bala perdida durante discussão entre três homens.

De acordo com a Polícia Militar, os três homens são Romilson Santos, de 38 anos, Fernando Brito, de 32, e Josué Carneiro, de 20. Eles começaram a discutir em um bar na zona rural, mas o motivo da briga não foi esclarecido.

Testemunhas contaram para polícia que Romilson fez disparos no bar, sem atingir ninguém, em seguida foi para casa. Fernando e Josué, armados com facas, foram atrás para tirar satisfação, e uma nova briga aconteceu na porta da casa de Romilson.

“Ele [Romilson] atirou na direção dos dois. Um tiro acertou o Fernando, que morreu no local, o outro atingiu a criança, que era vizinha dele. O menino chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital mais próximo, em Chapada Gaúcha”, revela o capitão Venuto, da PM.
O terceiro envolvido, Josué, conseguiu esfaquear o autor do disparos, que também morreu no local.

Após o crime, Josué fugiu, mas a PM fez buscas e prendeu o homem. Os policiais apreenderam a faca utilizada no homicídio, além das duas armas de fogo utilizadas por Romilson, uma espingarda e um revólver.

A PM informou que os três homens já eram conhecidos nos meios policiais da região, tendo passagens por crimes como ameaça e lesão corporal.

Crime foi em Várzea Bonita, distrito de Januária, no Norte de Minas — Foto: Redes sociais

‘Menino brincalhão’

A família de Maciel Gonçalves dos Santos, de 3 anos, ficou devastada com o crime. De condições simples, eles precisaram de doações de amigos para conseguir pagar o velório e enterro do menino, que era filho único.

“A mãe dele já tinha tido depressão depois sofrer um aborto, depois de um tempo recuperou e conseguiu engravidar dele, mas agora aconteceu essa tragédia. Os pais estão muito abalados, não sei como vai ser agora”, conta Rosinalva, tia da criança.

Segundo ela, Maciel era um menino alegre e brincalhão, que fazia a alegria da família.

Comentários com Facebook
Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Deixe um comentário

Espia Esse Aqui

Entenda o caso do Assalto ao Ônibus que viralizou após as negociações dos bandidos não quererem morrer

Na noite da última sexta-feira (13) uma grande ação criminosa marcou a Grande Belém. Nela,…