Briga de marido e mulher quase termina em morte - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, quarta, 08 de fevereiro de 2023

Polícia

Briga de marido e mulher quase termina em morte

Publicado

no

Briga de marido e mulher quase termina em morte

Jonatha de Amorim Souza, 36 anos, foi preso no último domingo (21) após ter sido flagrado agredindo a esposa, Ariele de Almeida Rocha, também de 36 anos. Tudo teria começado com uma discussão em um restaurante no bairro do Rio Vermelho na noite de sábado (20). Após o homem ter sido flagrado beijando outra mulher, supostamente uma amiga, os três foram até a residência do casal, no Imbuí. Lá, Jonatha teria começado uma “sessão de tortura”, que chegou a fazer com que a vítima pedisse para ser morta.

Foto: Divulgação

Segundo narra a defesa de Ariele de Almeida, ao começarem as agressões, a terceira mulher, identificada apenas como Emily, foi embora. A partir daí, a vítima teria sido agredida com socos no rosto e em outras partes do corpo, além de marteladas nas mãos. A mulher também contou no depoimento, ao qual o CORREIO teve acesso, que foi alvo de chutes na barriga e enforcamento. O acusado teria tentado dar um remédio para que a vítima se acalmasse durante a agressão. Apesar de não ter tomado, Ariele chegou a desmaiar enquanto era agredida.

Foto: Divulgação

O advogado da vítima, Marcelo Sobral, diz que ela teria chegado a pedir que Jonatha a matasse com uma arma de fogo, mas que o acusado recusou e a ameaçou dizendo que não mataria ‘agora’ porque antes iria torturá-la. O acusado possui autorização para posse de arma em casa, mas é proibido de sair de casa portando a mesma. A defesa de Jonatha alega que Ariele teria dado início às agressões, após ter visto ele aos beijos com outra mulher e não aceitar o fim do relacionamento do casal.

De acordo com o advogado do agressor, Thiago Santos de Oliveira, Ariele pegou a arma para atirar em Jonatha e, por isso, ele teria imobilizado a vítima. Nenhuma arma foi encontrada pela polícia. Ariele e a defesa do acusado afirmam que Jonatha é diagnosticado com esquizofrenia há pelo menos seis anos e toma remédios controlados. Apesar de Oliveira afirmar que o casal estava sob efeito de cocaína durante as agressões, no depoimento, o agressor contou que apenas faz uso de bebida alcoólica. A defesa de Ariele afirma que nenhuma droga foi encontrada na cena do crime.

Foto: Divulgação


 

Fonte: correio24horas

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…
Publicidade

⚠ Siga-nos no Facebook ⤵ 🏹

Criador de conteúdo, Editor de Vídeos e as vezes comediante Um amante da fotografia e vídeos cômicos Criando a vida dos meus sonhos um dia de cada vez Você não sabe o quanto eu caminhei… Para chegar até aqui…

Continue Lendo
Publicidade

Siga-nos no Facebook

Agência de Desenvolvimento Sustentável

Matrículas 2023 para novos alunos

Matrículas 2023 para novos alunos

O Trabalho Não Vai Parar

O Trabalho Não Vai Parar!

Governo do Amazonas

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas Notícias do TCE-AM

Últimas Atualizações