Home Notícias Cadeirante diz ter “sentido prazer” ao matar dos idosos a marretadas

Cadeirante diz ter “sentido prazer” ao matar dos idosos a marretadas

1 minutos lido
39

Rafael Dias, de 32 anos, confessou o homicídio de dois idosos dentro de uma casa para dependentes químicos, em Vila Velha, no Espírito Santo. O cadeirante matou os idosos a golpes de marreta. Ele teria acertado a dupla entre dez a quinze vezes na cabeça de cada um.

O homem também faria tratamento na instituição há dois meses. Ele ainda afirmou que acordou as vítimas antes do assassinato. Após matar os idosos, de 62 e 79 anos, Rafael teria dormido ao lado dos corpos. As vítimas foram identificadas como Almir Ribeiro de Sena e Odorico de Almeida Neves.

O perito Chamoun contestou a versão de que os idosos estavam acordados quando foram mortos. “Não existem evidências técnicas sobre isso, que os idosos ficaram de pé, que acordaram. Eles estavam deitados na cama. Os golpes foram dados enquanto eles estavam sobre a cama”, afirmou.

Um comunicado da Polícia Civil explica que o autor afirmou em depoimento formal ter “sentido prazer” ao matar as vítimas.

Rafael foi autuado, em flagrante, por homicídio qualificado por motivo fútil e dificuldade de defesa das vítimas. Ele foi conduzido à Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) do município e deve ser encaminhado ao Centro de Triagem de Viana, onde passará por audiência de custódia.

A marreta utilizada no crime foi apreendida e os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) da capital, onde deverão ser realizados os exames cadavéricos.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Notícias

Leia Também

Butantan entrega 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta quarta

O Instituto Butantan liberou mais 1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde ne…