Capitão Alberto Neto lança Frente Parlamentar para reestruturar o sistema penitenciário e combater o narcotráfico no país

151

O deputado federal Capitão Alberto Neto (PRB-AM) lançará na quarta-feira (22), na Câmara dos Deputados a Frente Parlamentar Mista de Desenvolvimento Estratégico do Sistema Penitenciário, Combate ao Narcotráfico e ao Crime Organizado no Brasil.

A Frente contará com a participação dos parlamentares da famosa bancada da bala ou bancada militar, Deputado Capitão Wagner (PROS-CE), Senador Major Olímpio (PSL-SP), Deputado Coronel Tadeu (PSL-SP), Deputado Delegado Waldir (PSL- GO) e o Deputado Cel. Armando (PSL-SC) são os parlamentares que compõe a comissão.

O objetivo da frente é contribuir com a reformulação do sistema prisional para que possam combater com mais vigor e inibir o crescimento do tráfico de drogas. Além disso, “a Frente Parlamentar destacará a supervisão, coordenação, controle do Sistema Penitenciário, implantação e implementação da execução das penas privativas de liberdade e das medidas de segurança nos Estados, zelando pela articulação com o Poder Judiciário, Ministério Público demais Órgãos ou entidades relacionadas à Política Penitenciária Estadual”, conforme informa o requerimento protocolado pelo deputado.

Imagem: Divulgação

 

Para o Deputado Federal Capitão Alberto Neto, ele diz que não pode falar de segurança pública, de combate ao narcotráfico sem falar do sistema penitenciário.

“Hoje o bandido usa o sistema prisional para comandar o crime organizado, o bandido hoje sob a tutela do Estado articula mortes, assaltos, distribui droga no País inteiro, pra gente combater o crime organizado primeiramente temos que reestruturar o sistema penitenciário que já provou inúmeras vezes que não funciona e que só beneficia o bandido” Disse.

A frente parlamentar também tem o objetivo de levar mais qualidade de trabalho e vida para os Agentes Penitenciários.

“Com a frente parlamentar vamos conseguir valorizar o agente penitenciário do jeito que ele merece e lutar pelas causas dos agentes, como a PEC 372/17 que precisa ser aprovada para a criação da Polícia Penal”. Afirmou o deputado.

Durante o andamento dos trabalhos da Frente Parlamentar, espera-se que possam se consolidar métricas, indicadores de desempenho e que os deputados possam criar observatórios da aplicação dos recursos públicos e das políticas públicas, garantindo assim que as verbas destinadas a esses fins sejam aplicados conforme planejado.

Para criação da Frente Parlamentar, Alberto Neto conseguiu apoio de quase 200 deputados federais, entre eles, os amazonenses Marcelo Ramos, Sidney Leite, Silas Câmara, Delegado Pablo e Bosco Saraiva, e de mais oito senadores: Eduardo Braga, Leila Barros, Marilza Gomes, Major Olímpio, Marcos Rogério, Omar Aziz, Plínio Valério e Zequinha Marinho.

Comentários