Cochilo à tarde reduz em 48% perigo de doenças do coração

112

Um dos costumes mais amazonenses que tem, dormir a tarde, é um fator que ajuda na saúde de todos, ao menos isso foi o que se chegou um estudo americano.

O cochilo durante a tarde, uma ou duas vezes por semana, pode reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, segundo estudo publicado pela revista Heart.

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, analisaram os hábitos de 3.462 suíços em um levantamento que monitorou os pacientes durante cinco anos.

Os participantes do estudo, com idades entre 35 e 75 anos, responderam a questionários sobre seus hábitos de descanso, que em alguns casos incluía a sesta (repouso após o almoço).

O estudo associou a redução de 48% no risco de doenças cardiovasculares, como o infarto, a cochilos “ocasionais” de cinco minutos a uma hora, uma ou duas vezes por semana.

Dormir muito não é a solução

Os pesquisadores alertam, entretanto, que dormir demais pode ser um problema se aliado a maus hábitos de saúde.

Os maiores “cochiladores”, identificados pelo estudo como aqueles que fazem a sesta entre três e sete dias na semana, são mais propensos às doenças cardiovasculares, pressão e colesterol altos.

Isso porque, de acordo com o estudo, este grupo tende a ser formado por homens mais velhos, fumantes e acima do peso.

Ainda, segundo a pesquisa, este grupo de risco apresenta maior índice de apneia – quando durante o ronco, a pessoa pode parar de respirar.

Homem descansa: cochilo à tarde, uma ou 2 vezes por semana, reduz em 48% perigo de doenças do coração (Foto: Fotos: divulgação)

Comentários