Home Notícias Política Com peia a vista, Bolsonaro solta os cachorros após Presidente do TSE garantir que irá ter eleições ano que vem

Com peia a vista, Bolsonaro solta os cachorros após Presidente do TSE garantir que irá ter eleições ano que vem

1 minutos lido
317

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está cada vez mais assombrado com a peia que se aproxima e para isso, tenta todos os dias criar um clima tenso de que não haverá eleições no Brasil em 2022 ameaçando Golpe ditatorial.

Nesta sexta-feira (9), ele soltou os cachorros pra cima do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso. O xingamento de “idiota” e “imbecil” foi feito quando Bolsonaro voltou a defender o voto impresso e se referiu ao fato de Barroso estar argumentando contra. “É uma resposta de um imbecil. Eu lamento falar isso de uma autoridade do Supremo Tribunal Federal. Só um idiota para fazer isso aí”, disse o presidente da República.

Ele repetiu ainda ameaças de que, no sistema atual, o Brasil pode não ter eleições em 2022. ”Então isso é fraude, é fraude, é roubalheira. Vocês acham que o Renan Calheiros, por exemplo, se pudesse fraudar a votação ele fraudaria pelo caráter que ele tem? A única forma de bandidos com Renan Calheiros se perpetuarem na política, entre outros que estão do lado dele, o nove dedos, é na fraude”, afirmou Bolsonaro, referindo-se mais uma vez de forma pejorativa a Lula. “Não tenho medo de eleições, entrego a faixa para quem ganhar, no voto auditável e confiável. Dessa forma [atual], corremos o risco de não termos eleição no ano que vem”, acrescentou.

Vai haver eleição, sim

Já o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, disse ao jornalista Josias de Souza, do UOL, que vai ter, sim, eleições: “Eu não paro para bater boca”, afirmou sobre os xingamentos de Bolsonaro.

Sobre a defesa que faz da segurança das urnas eletrônicas, o ministro declarou: “Cumpro o meu papel pelo bem do Brasil.” Sobre a insinuação de Bolsonaro de que pode não haver eleição em 2022 se o Congresso não aprovar o voto impresso, Barroso soou taxativo: “Eleição vai haver, eu garanto”. (Com informações de Folha, UOL e O Globo)

Comentários com Facebook
Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Política

Leia Também

Diplomata brasileiro que preparou e organizou ida de Bolsonaro à ONU testa positivo para Covid-19

O diplomata foi enviado aos Estados Unidos para preparar a ida do presidente à Assembleia …