Como o poker vem se desenvolvendo no Brasil – 5 pilares do seu crescimento

38

O mercado digital encontrou no Brasil um solo fértil para crescer. Mesmo o Brasil ainda ser considerado um país em desenvolvimento, ele está bem inserido dentro da economia criativa, a qual utiliza o meio online para desenvolver diversas frentes de trabalho e de criação de renda. Devido às crises políticas e econômicas que o Brasil vem enfrentando nos últimos cinco anos, grande parte dos brasileiros tiveram que recorrer a internet para sobreviverem. Ao mesmo tempo, o poker se tornou cada vez mais popular com o crescimento da internet e hoje há centenas de sites de poker no Brasil. Esses sites oferecem oportunidades de desenvolvimento profissional no segmento e hoje há vários brasileiros que se destacam dentro do poker no Brasil e até mesmo no mundo. Ou seja, foi graças a esses sites que os brasileiros tiveram contato com o poker. A base para o crescimento do poker no Brasil foi a abertura desses sites que trouxeram consciência que o poker é mais que entretenimento e lazer, mas sim profissão tanto para ganhos financeiros como para reconhecimento esportivo. Com o desenvolvimento do poker online, o poker físico também conseguiu crescer no Brasil. Hoje estima-se um faturamento em torno dos 40 milhões de reais em cada uma das modalidades por ano, ou seja, essa já é uma indústria milionária dentro do Brasil e a qual ainda pouco se fala. Abaixo mostramos cinco pilares importantes para o desenvolvimento do poker no Brasil.

Pilar 1: Criação de uma federação de poker no Brasil

A Confederação Brasileira de Texas Hold’em (CBTH) é um importante pilar para o crescimento do poker no Brasil já que ela é a entidade responsável por reger essa atividade no país. A modalidade de poker que mais se desenvolveu dentro do Brasil foi justamente a Texas Hold’em. Em Janeiro de 2019, a federação comemorou 10 anos de existência e está seguindo firme e forte para fazer com que o esporte continue se desenvolvendo dentro do país.

Pilar 2: Regulamentação e legislação do poker no Brasil

Aos poucos este é um ponto que vai se solidificando no país dando ainda mais força ao esporte. Hoje os sites de poker ainda não podem abrir empresas no Brasil, mas podem funcionar normalmente quando estão localizados em outros países, principalmente na Europa. O último estado brasileiro a finalmente ver o poker como um esporte da mente foi o Rio de Janeiro em julho de 2019. O poker é considerado um esporte da mente desde 2010, o qual vai fazer dez anos em 2020.

Pilar 3: Criação de um curso universitário sobre os fundamentos do poker no Brasil

Hoje há até mesmo no Brasil uma disciplina eletiva da Faculdade de Ciências do Esporte da Unicamp chamada fundamentos do poker. Esta disciplina acontece desde 2013 e tem como professor o Cristiano Torezzan. Cristiano trouxe a ideia da Universidade de Harvard, a qual já aplicava poker em várias matérias de negociação desde 2008.

Pilar 4: Criação de torneios oficiais dentro do Brasil

Um dos torneios que têm crescendo dentro do Brasil é o Campeonato Brasileiro de Poker por Equipes, o qual desde 2013 traz várias equipes de jogadores de poker por estado para decidir qual estado brasileiro tem os melhores jogadores. É importante ressaltar que este torneio não tem premiação em dinheiro, mostrando que os jogadores levam o poker como esporte. É justamente este tipo de poker que poderá se tornar olímpico e o Brasil está investindo para criar uma equipe que poderá no futuro defender a bandeira brasileira. Para ganhos financeiros em premiações há o BSOP – Brazilian Series Of Poker, o qual deu espaço para o surgimento dos melhores jogadores de poker do Brasil, entre eles: Alexandre Gomes, João Pires Simão, André Akkari, Felipe Tavares Ramos e Thiago Nishijima. Vale ressaltar que todos esses jogadores começaram jogando online e todos eles se tornaram milionários acumulando pelo menos um milhão de reais em premiações ao longo das suas carreiras. Tanto Alexandre como André ganharam um bracelete no World Series of Poker, em 2008 e 2011 respectivamente. Outros dois campeonatos que tem etapas no Brasil são: WSOP BR – World Series Of Poker – CIRCUIT BRAZIL e LAPT – Latin American Poker Tour, ambos em nível mundial.

Pilar 5: Desenvolvimento de negócios físicos brasileiros ao redor do poker

O maior empreender de poker do Brasil é Igor Trafano. Ele é dono do maior clube de poker físico do Brasil, o H2 Club. O clube tem quatro locais físicos: um em São Paulo, um em Campinas, um em Goiânia, e um em Curitiba. Tanto Goiânia e Curitiba são consideradas as capitais do poker dentro do Brasil, já que o esporte se desenvolveu mais nessas duas cidades, com jogadores e equipes de jogadores com mais vitórias. Esses clubes são frequentados tanto pelos jogadores Neymar e Ronaldo, o fenômeno, mostrando a relevância deles dentro do Brasil e do mundo. Essas casas têm torneios todos os dias.

Como o poker vem se desenvolvendo no Brasil - 5 pilares do seu crescimento
Como o poker vem se desenvolvendo no Brasil – 5 pilares do seu crescimento

Comentários