Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, quarta, 30 de novembro de 2022

Lendas Amazônicas

Confira as 5 lendas amazônicas mais conhecidas!

Publicado

no

A lenda da cobra grande é verdadeira / Divulgação

Uma das maiores forças culturais produzidas no Amazonas são as lendas amazônicas. Aqui no nosso portal temos pelo menos 40 delas que você pode acessar e ler todas as lendas amazônicas.

 

A Lenda do Boto Cor de Rosa

A Lenda do Boto

A Lenda do Boto

A lenda do boto cor de rosa conta sobre um boto que tem o poder de se transformar em um homem, belo e elegante, mas sempre usando um chapéu, porque sua transformação não é completa, pois suas narinas se encontram no topo de sua cabeça e que vem à superfície festejar o nascimento de Santo Antônio, São João e São Pedro. As lendas contam que nestas noites, quando as pessoas estão distraídas celebrando, o boto rosado aparece transformado e como um cavalheiro, ele conquista e encanta a primeira jovem bonita que ele encontra e a leva para o fundo do rio. Após isso a moça engravida do boto.

Para ler a história completa da lenda do boto clique aqui.

A Lenda da Cobra Grande

A lenda da cobra grande é verdadeira / Divulgação

A lenda da cobra grande é verdadeira / Divulgação

Um dos mitos do Amazonas, que aparece sob diferentes feições. Ora como uma cobra preta, ora como uma cobra grande, de olhos luminosos como dois faróis que afundam embarcações e dão medo nos viajantes. É importante ressaltar que desta lenda originaram várias outras histórias. Uma delas, do estado de Roraima, tem como cenário o famoso rio Branco. Conta-se que a cunhã poranga (índia mais bela da tribo) apaixonou-se pelo rio Branco e, por isso, muiraquitã ficou com ciúme. Para se vingar, muiraquitã transformou a bela índia na imensa cobra que todos passaram a chamar de Boiúna. Como ela era tinha um bom coração, passou a ter a função de proteger as águas de seu amado rio Branco.

No Amazonas, a lenda da cobra grande, possui diferentes formas encantatórias, conformes dados colhidos entre a população ribeirinha. Acreditam até, que alguns igarapés foram formados pela sua passagem que abre grandes sulcos nas restingas, igapós e em terra firme. Na Amazônia, ela toma diversos nomes: Boiúna, Cobra Grande, Cobra Norato, Mãe D Água, entre outros, mas independentemente de seu nome, ela é a Rainha dos rios Amazônicos e suas lendas podem ter surgido em virtude do medo que provoca a serpente d água, que devora o gado que mata a sede na beira dos rios.

Publicidade

Para ler a história completa da lenda da Cobra Grande clique aqui.

 

A Lenda da Matinta Perera

Matinta Perêra apavora às pessoas.

Matinta Perêra apavora às pessoas.

Conta a lenda, que à noite, um assobio agudo perturba o sono das pessoas e assusta as crianças, ocasião em que o dono da casa deve prometer tabaco ou fumo. A Matinta Perera é uma bruxa velha (e há também a versão que seja uma espécie de Saci Pererê em uma de suas formas) vestida de preto, com o rosto parcialmente coberto. Prefere sair nas noites escuras, sem lua. Quando vê alguma pessoa sozinha, ela dá um assobio ou grito estridente, cujo som lembra a palavra: “Matinta Perêra…”

Para ler a história completa da lenda da Matinta Perera clique aqui.

A Lenda da Iara

A lenda da Iara

A lenda da Iara

A lenda da Iara diz que índia foi salva pelos peixes e como era noite de lua cheia, ela foi transformada em sereia. Atualmente, a lenda da Iara é representada por uma bela sereia que atrai homens com o seu irresistível canto para o fundo dos rios, local de onde eles não voltam nunca mais.

Reza a lenda que os homens que conseguem retornar à superfície ficam em completo estado de loucura, no qual somente um pajé é capaz de desfazer o feitiço.

Para ler a história completa da lenda da iara clique aqui.

Publicidade

A Lenda do Curupira

Os contadores de lendas dizem que o curupira adora pregar peças naqueles que entram na floresta.

Os contadores de lendas dizem que o curupira adora pregar peças naqueles que entram na floresta.

O folclore brasileiro é rico em personagens lendários e o curupira é um dos principais. De acordo com a lenda, contada principalmente no interior do Brasil, o curupira habita as matas brasileiras. De estatura baixa, possui cabelos avermelhados (cor de fogo) e seus pés são voltados para trás.

De acordo com a lenda, ele adora descansar nas sombras das mangueiras. Costuma também levar crianças pequenas para morar com ele nas matas. Após encantar as crianças e ensinar os segredos da floresta, devolve os jovens para a família, após sete anos.

Os contadores de lendas dizem que o curupira adora pregar peças naqueles que entram na floresta. Por meio de encantamentos e ilusões, ele deixa o visitante atordoado e perdido, sem saber o caminho de volta. O curupira fica observando e seguindo a pessoa, divertindo-se com o feito.

 

Para ler a história completa da lenda do curupira clique aqui.

 

Publicidade

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e um apaixonado pela nossa terra. Atualmente, participo de diversas ações e discussões na área de cultura, comunicação digital, turismo e empreendedorismo, além de ações sociais.

Asfalta Amazonas

Alfabetiza Manaus: erradicar o analfabetismo é o nosso desafio

Alfabetiza Manaus: erradicar o analfabetismo é o nosso desafio

Homem de atitude se cuida o ano inteiro

Homem de atitude se cuida o ano inteiro

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Falando de Contas

Programa do TCE-AM

Facebook

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas Notícias do TCE-AM

Tribunal de Contas do AM

Últimas Notícias do TCE-AM

Últimas Atualizações