Home Notícias Brasil Conheça a repórter que foi agredida por Bolsonaro em seu último chilique

Conheça a repórter que foi agredida por Bolsonaro em seu último chilique

2 minutos lido
336

Na última segunda-feira (21), o presidente da república Jair Bolsonaro (sem partido) deu chilique durante coletiva ao ser questionado sobre estar usando máscaras. Uma das medidas fundamentais para o controle da pandemia no mundo todo, mas que por aqui, o presidente insiste em boicotar e estimular o desuso, fazendo inclusive, declarações públicas para que a população não use o utensílio.

Durante a pergunta da jornalista Laurene Santos, da TV Vanguarda, afiliada Rede Globo no Vale do Paraíba (SP), o presidente pirou o cabeção e a mandou calar a boca. Xingou outras mídias como a CNN e deu uma crise de raiva que espumava enquanto vociferava contra a repórter.

Laurene Santos, repórte da TV Vanguarda Imagem: Reprodução/Instagram @laurenesantos

Laurene Santos compartilhou um vídeo do comunicado da emissora sobre o ataque que sofreu do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na edição do Jornal Nacional hoje, os âncoras comentaram sobre o chefe do Executivo mandar a jornalista calar a boca após questioná-lo sobre a falta do uso da máscara em Guaratinguetá, São Paulo.

No comunicado, Renata Vasconcellos comentou sobre o episódio e o que levou Bolsonaro atacar a jornalista. “Na mesma entrevista, o presidente destratou a repórter Laurene Santos, da TV Vanguarda, afiliada Rede Globo. Laurene perguntou porquê ele tinha chegado a cidade sem máscara, mesmo tendo sido multado recentemente em São Paulo por não usar a proteção”, disse Renata.

Em seguida, Renata reproduziu a fala de Bolsonaro na entrevista. “Eu chego como quiser, onde eu quiser. Eu cuido da minha vida”. Após isso, Renata explica que Bolsonaro retira a máscara e continua explicando que Laurene tentou argumentar sobre a necessidade do uso da máscara, por ser exigência da lei.

Logo depois, Renata explica que, após Laurene questionar novamente sobre o uso da máscara, Bolsonaro manda a repórter da TV Vanguarda “calar a boca”.

Depois da explicação de todo o episódio, William Bonner falou sobre o comunicado da TV Globo diante do ataque sofrido hoje. “A Globo e a TV Vanguarda repudiam o tratamento dado pelo presidente à repórter Laurene Santos, que cumpria apenas o seu dever profissional. Não será com gritos nem intolerância que o presidente impedirá ou inibirá o trabalho da imprensa no Brasil. Esta, ao contrário dele, seguirá cumprindo o seu papel com serenidade. A Laurene Santos, a irrestrita solidariedade da Globo e da TV Vanguarda”, disse ele.

Nos comentários, os seguidores elogiaram o posicionamento de Laurene diante do ataque. Uma seguidora escreveu a seguinte mensagem: “Sua postura foi admirável!”, disse ela.

Já outra elogiou o trabalho de Laurene e pediu para que ele se matenha firme. “Obrigada pelo excelente trabalho! Seguiremos acompanhando as notícias daqui e você continue firme daí nesse ofício lindo que é o jornalismo com responsabilidade e respeito!”, disse ela.

Confira:

Comentários com Facebook

Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Brasil

Leia Também

3ª edição do Preparadão Live, irá trazer aula exclusiva de Gil do Vigor sobre educação financeira.

Apresentada pelo Santander e realizada pela Universia, live reunirá, nos dias 16 de novemb…