Home Notícias Polícia Corpos jogado no rio? Vó dos meninos desaparecidos de Belford Roxo não acredita nessa versão!

Corpos jogado no rio? Vó dos meninos desaparecidos de Belford Roxo não acredita nessa versão!

3 minutos lido
255

Sete meses já se passaram desde que as três crianças de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, desapareceram após sair para brincarem. Na última quarta(28), porém, o caso enigmático caso ganhou um novo desdobramento. Isso porque um homem foi até a polícia e acusou o próprio irmão de ter participado da ocultação dos corpos de Lucas Matheus, 9 anos, Alexandre Silva, 11 anos, e Fernando Henrique, 12 anos, que saíram para brincar e nunca mais voltaram para casa.

Meninos desaparecidos de Belford Roxo / Divulgação
Lucas Matheus, Alexandre e Fernando Henrique foram vistos pela última vez em dezembro de 2020. (Foto: Reprodução)

Ao 39º Batalhão da Polícia Militar o homem revelou detalhes do que teria acontecido com os meninos. Segundo ele, as crianças teriam sido espancadas e mortas. O denunciante afirmou que, na sequência, seu próprio irmão ajudou a “desovar” os corpos. Eles teriam sido levados de carro para a Estrada Manoel de Sá, em uma localidade conhecida como Ponto do Ferro 38, e deixados próximos de uma ponte na qual passa um rio que corta o município.

Os corpos dos três meninos teriam sido ocultados próximo a uma ponte da cidade. (Foto: Reprodução/TV Globo)

O motivo para os assassinatos teria sido o roubo de uma gaiola de passarinho e de Coió, pássaro conhecido pelo seu canto e vendido por cerca de R$ 1 mil. Uma hipótese já investigada pela Polícia.  Ainda segundo o denunciante, o mandante do crime teria sido José Carlos dos Prazeres Silva, um traficante conhecido como “Piranha”. Além de ser suspeito no caso, ele também já foi denunciado e é procurado pela polícia por ordenar uma sessão de tortura contra um homem inocente, apontado erroneamente como autor do crime com os três meninos. Outras nove pessoas também foram denunciados pelo caso da tortura.

Suspeitos são procurados pela tortura de homem apontado como suposto suspeito de desaparecimento dos meninos em Belford Roxo — Foto: Divulgação/Portal dos Procurados

Acusado depõe e nega envolvimento

A Polícia Militar compareceu no endereço indicado pelo denunciante e encontrou o acusado, que foi levado para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, em Belford Roxo. O suspeito de participar da ocultação dos corpos foi ouvido pela Polícia Civil e negou todas as acusações. Para ele, o relato e a denúncia teriam sido motivados por conta de uma rixa com seu irmão. Segundo o G1, ambos possuem passagem na polícia por tráfico de drogas.

Os dois irmãos possuem passagem na Polícia por tráfico de drogas.

Lucas Matheus, Fernando Henrique e Alexandre da Silva: sumiço completa 7 meses nesta terça-feira (27) — Foto: Reprodução/Redes sociais
Lucas Matheus, Fernando Henrique e Alexandre da Silva: sumiço completa 7 meses nesta terça-feira (27) — Foto: Reprodução/Redes sociais

Em entrevista ao jornal O Globo, Silvia Regina, a avó dos meninos, não acredita na versão de que os corpos foram jogados em um rio.

“Como que uma pessoa pega três corpos em sacos sem saber do que se trata? Criança pesa, ainda mais três. E os corpos não subiram depois, ninguém viu? É um relato muito estranho, parece inventado. Estão tentando despistar a polícia. Pra mim, eles estão vivos. Isso é história pra boi dormir”, disse Silvia.

Um suspeito de envolvimento no sumiço dos garotos foi denunciado pelo próprio irmão como tendo sido a pessoa que jogou os corpos em um rio. Em depoimento na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), ele não confessou o crime, mas admitiu ter jogado sacos entregues por traficantes embaixo de uma ponte.

A Polícia Civil buscas no local na quinta-feira (29), mas não encontrou nada que pudesse levar ao paradeiro de Lucas, Alexandre e Fernando Henrique. Até hoje, apenas duas pessoas afirmaram à polícia terem visto os meninos no dia do desparecimento.

O delegado Uriel Alcântara, responsável pelas investigações, avalia que o sumiço “foi algo muito discreto, que não chamou a atenção e, por isso, faltam elementos concretos para a investigação”. “Qualquer ação violenta teria chamado a atenção”, destacou o delegado.

Da esquerda para a direita: Lucas, Alexandre e Fernando

Lucas, 8 anos, Alexandre, 10 anos, e Fernando, 11 anos, desapareceram em Belford Roxo, Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro, no dia 27 de dezembro do ano passado, mas a avó dos meninos acredita que eles ainda estão vivos.

Meninos desaparecidos de Belford Roxo / Divulgação
Meninos desaparecidos de Belford Roxo / Divulgação
Comentários com Facebook
Receba nossas notícias no seu e-mail 📩:
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Leia Também

Vídeo : Homem é encontrado morto embaixo da ponte do Parque dos Bilhares

Na tarde desta sexta-feira, 24/09, o corpo de um homem até o momento não identificado foi …