Home Notícias Manaus Delegacia da Criança faz alerta sobre sinais de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

Delegacia da Criança faz alerta sobre sinais de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

2 minutos lido
17

Nesta terça-feira (18/05), comemora-se o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes. Em alusão a esta data, a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), faz um alerta aos pais e responsáveis quanto aos sinais de qualquer indício deste crime.

No ano passado, os casos de exploração sexual fizeram 44 crianças e adolescentes vítimas, em Manaus, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). Quase 90% das vítimas foram meninas na fase da adolescência. Este ano, até abril, o crime já fez 14 vítimas na capital do Amazonas, 13 delas meninas.

A titular da especializada, delegada Joyce Coelho, ressalta que o responsável deve ficar atento a qualquer tipo de mudança repentina no comportamento da criança ou do adolescente.

“A vítima de abuso sexual fala pela linguagem corporal através da verbalização, desenhos e, dependendo da idade dessa criança, ela vai manifestar alteração de alguma forma. Crianças abusadas sexualmente mudam de comportamento repentinamente. Elas ficam mais agressivas, passam a não gostar de determinada pessoa. Então, todas essas alterações comportamentais são indicativos de que aquela criança pode estar sofrendo algum tipo de abuso”, explicou.

A delegada ainda destaca que a maioria dos casos de exploração sexual acontece no âmbito familiar. “Não existe perfil específico. A gente sabe que o abusador, principalmente aquele que está dentro da família, vai ser carinhoso, gentil, e consegue seduzir essa criança para que ela consinta com esse toque. Até porque o abusador pretende cometer várias vezes e, com isso, fazer a criança guardar como um segredo”, alertou Joyce Coelho.

Abuso x exploração – A violência sexual contra crianças e adolescentes pode acontecer pelo abuso ou pela exploração sexual. O abuso acontece quando uma criança ou adolescente é usada para estimular ou satisfazer sexualmente um adulto, com ou sem o uso de violência. Já a exploração é a utilização da vítima para fins sexuais em razão de um pagamento, em dinheiro ou de qualquer outro benefício.

Joyce Coelho disse, ainda, que a prevenção é a principal ferramenta para combater o crime. “É importante que se converse com a criança desde pequena, sobre os toques, sobre a diferença do toque proibido para o carinho. A criança pequena fica confusa, não sabe como diferenciar e só vai perceber esse abuso quando ele está crônico”, enfatizou.

Denúncias – As denúncias de crimes que tenham crianças ou adolescentes como vítimas podem ser registradas na sede da Depca, que fica na avenida Via Láctea, Conjunto Morada do Sol, bairro Aleixo, zona centro-sul de Manaus.

As denúncias também podem ser feitas através do disque 100, um canal direto da Secretaria Nacional de Direitos Humanos (SNDH), o serviço emergencial 190, para os casos emergenciais ou flagrantes; e o telefone 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

Número de vítimas de Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes em Manaus

Fonte: Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp)

2019

Total: 49

Meninas: 36 (73,4%)

2020

Total: 44

Meninas: 39 (88,6%)

2021

Período: Janeiro a Abril

Total: 14

Meninas: 13 (92,8%)

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Manaus

Leia Também

Manaus não registra mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Manaus não registrou mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, aponta a edição de nº 445 d…