Descuido gera Nota de Esclarecimento do Portal A Crítica

11186

Duas matérias publicadas esta segunda (01), apontaram a vitória dos bois Garantido e Caprichoso. A notícia da vitória tanto de um quanto de outro, pegou a todos de surpresa, haja visto que o resultado só será aberto no meio da tarde. O motivo gerou desespero em grupos de diretorias do boi, afinal, ambos apareciam vencedores em matérias diferentes.

O equívoco foi confirmado e corrigido pela A Crítica, detentora dos direitos de transmissão do Festival Folclórico, e portanto, a principal interessada no assunto.

Em uma nova matéria, o portal Acrítica divulgou : “ERRAMOS: A Crítica esclarece matéria sobre ‘resultado’ do Festival de Parintins
Confira nota de esclarecimento do Portal A Crítica:”

ERRAMOS: A Crítica esclarece matéria sobre ‘resultado’ do Festival de Parintins
ERRAMOS: A Crítica esclarece matéria sobre ‘resultado’ do Festival de Parintins / reprodução A Critica

Confira  a nota na íntegra:

O Portal A Crítica esclarece que, como praxe em cobertura de grandes eventos, deixou duas matérias prontas com os dois resultados possíveis da disputa entre os bumbás Caprichoso e Garantido.

A prática é seguida para garantir que os leitores tenham acesso à informação do resultado tão logo ele seja definido. A própria TV A Crítica já tem os grafismos prontos tanto para uma possível vitória do Caprichoso quanto do Garantido.

Por um erro de procedimentos, uma das matérias do Portal A Crítica acabou sendo liberada ao público de maneira equivocada, permanecendo online por cerca de dez minutos. Tão logo o problema foi identificado, ele foi corrigido.

A cobertura do Portal A Crítica nos últimos dez dias de permanência na Ilha Tupinambarana é a maior prova de isenção e profissionalismo na cobertura de uma paixão tão intensa quanto a que move o Festival de Parintins.

Pedimos nossas sinceras desculpas a todos os nossos leitores, e principalmente aos dos bumbás Caprichoso e Garantido, dos membros da diretoria ao mais simples dos torcedores, pelo equívoco cometido.

Comentários