Home Notícias Brasil Doença de Chagas: informação é a melhor forma de erradicação

Doença de Chagas: informação é a melhor forma de erradicação

4 minutos o tempo de leitura
12

Por Sandra Gomes de Barros

14 de abril é o Dia Mundial da Doença de Chagas. Uma doença tão antiga, descoberta ainda no início de 1900, que continua a afetar e a matar milhares de pessoas em todo o mundo. Considerada endêmica, por estar presente em mais de 20 países do continente americano, estima-se hoje que mais de 90% dos infectados com a doença de chagas desconheçam sua situação por falta de oportunidade de diagnóstico. E numa era pandêmica, em que todos os holofotes permanecem voltados à Covid-19, esta é uma entre muitas doenças que vêm sendo negligenciadas há mais de dois anos.

No mundo, hoje são cerca de 8 milhões de pessoas portadoras da Doença de Chagas, cuja letalidade atinge mais de 12.500 óbitos ao ano. No Brasil, estima-se que existam de 1,9 e 4,6 milhões de pessoas infectadas. Porém, a maioria dessas pessoas permanecem fora das estatísticas oficiais por falta de diagnóstico e do tratamento necessário.

Assim, pode-se dizer que, em mais de século, um dos mais importantes trunfos para erradicação da Doença de Chagas ainda é a informação.

Diferentemente do que muitos acreditam, a doença de Chagas não é transmitida ao homem pela picada do inseto. A transmissão ocorre quando a pessoa que foi picada coça o local e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo local da picada. As fezes do barbeiro contêm o protozoário chamado Trypanosoma cruzi, é ele que gera a doença.

A transmissão pode também ocorrer por transfusão de sangue contaminado e durante a gravidez, da mãe para filho.

Sintomas

Ao ser infectada pela doença, a pessoa pode apresentar sintomas como febre, mal-estar, inflamação e dor nos gânglios, vermelhidão, inchaço nos olhos, aumento do fígado e do baço. Porém, como a febre, muitas vezes, tende a desaparecer rapidamente, muitas pessoas não dão a atenção necessária para o problema. Em alguns casos, os sintomas não são percebidos e a pessoa portadora descobre a doença 20 ou 30 anos depois de ter sido infectada.

Evolução

Assim que cai na circulação sanguínea, o Trypanosoma cruzi afeta os gânglios, o fígado e o baço. Em seguida, atinge coração, intestino e esôfago. Nas fases crônicas da doença, pode haver destruição da musculatura desses órgãos, e a flacidez provoca seu crescimento, causando problemas como aumento do coração, aumento do cólon e megaesôfago. Essas lesões são definitivas e irreversíveis.

A doença de Chagas pode não provocar lesões importantes em pessoas que apresentem resposta imunológica adequada, mas pode ser fatal para outras.

Diagnóstico

O período de incubação dura de cinco a 14 dias após a infecção pelo protozoário e o diagnóstico é feito através de exame de sangue, que deve ser prescrito, principalmente, quando o paciente vem de zonas endêmicas e apresenta os sintomas acima relacionados.

Tratamento

As medicações que combatem a doença de Chagas – nifurtimox e o benznidazol – devem ser ministradas em hospitais devido aos efeitos colaterais que elas podem causar. O tratamento costuma ser satisfatório na fase aguda da doença, que ocorre enquanto o protozoário ainda está circulando no sangue.

Na fase crônica, essas medicações não têm a mesma eficácia, então o tratamento passa a ser direcionado às manifestações da doença, a fim de controlar os sintomas e evitar complicações.

Por fim, como infelizmente não existe vacina para a doença de Chagas, só há um caminho para rompermos o ciclo desta doença: a educação da população. As pessoas precisam conhecer os fatores de risco de infecção, ter acesso a protocolos de manejo clínico atualizados, contar com profissionais de saúde treinados e a disponibilidade – pelo Serviço Público – de insumos para a oferta de diagnóstico e tratamento. Esta é uma questão de saúde pública que afeta milhares de pessoas e representa um grande impacto socioeconômico para todo o mundo.

Sandra Gomes de Barros é infectologista e professora do curso de Medicina da Universidade Santo Amaro – Unisa
Comentários com Facebook
Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Jussara Melo
Carregar Mais Em Brasil

Espia Esse Aqui

Madrasta que envenenou enteados todo dia postava orações nas redes sociais querendo suas melhoras!

Uma mulher foi presa acusada de envenear os enteados com chumbinho, inclusive, uma morreu.…