Empresário Dantas ,que atacou Luiz Castro, disse que ‘mensalinho’ era tudo ‘migué’

317

O empresário Francisco Dantas, da Dantas Transporte, disse na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas – ALE-AM que mentiu no primeiro depoimento, quando fez ao procurador Carlos Alberto Almeida, do MPC (Ministério Público de Contas do Estado do Amazonas), disse que pagava propina a agentes públicos, só que hoje, o homem negou todas as denúncias.

Os deputados decidiram que vão encaminhar o vídeo com a audiência com Dantas aos órgãos de controle, e pedir que o Tribunal de Contas e o Ministério Público investiguem o contrato da empresa Dantas Transportes com a Seduc.

Depois da audiência, Dantas saiu da sala de reuniões da Presidência da Assembleia e passou correndo entre os jornalistas que tentavam ouvi-lo.

Por conta das denúncias, o então secretário da Seduc, Luiz Castro, pediu demissão do cargo para se defender, segundo ele, que afirmou não temer as investigações, porque não cometeu nenhuma irregularidade e lembrou inclusive, que na verdade, o Dantas queria receber por um serviço que ele não prestou. Sobre o motivo de ter contratado a Dantas Transporte, Castro informou que agiu de bom coração para que as crianças não perdessem aula devido a burocracia que seria, podendo até comprometer o ano letivo.

 Dantas se contradiz e nega que tenha pago propina / Foto : Divulgação

Dantas se contradiz e nega que tenha pago propina / Foto : Divulgação

Comentários