Está chegando o PTinder, a rede de relacionamento da esquerda

259

O aplicativo de namoro focado na galera que tem o vieis político de esquerda, ou seja, o mais ‘politicamente correto’. É isso que uma advogada e uma escritora brasileira estão criando. Ele será chamado PTinder e terá como objetivo aproximar pessoas da esquerda.

A ideia é da advogada Monica Goretti Nagime e da escritora Elika Takimoto, professora e coordenadora de física do Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio de Janeiro. O aplicativo, que será desenvolvido até o final do ano, é semelhante ao famoso Tinder, mas projetado para combinar casais “politicamente compatíveis”.

Elika Takimoto, e Monica Goretti Nagime
Elika Takimoto, e Monica Goretti Nagime

Em entrevistas recentes,Takimoto garantiu que a plataforma não será apenas para simpatizantes do Partido dos Trabalhadores (PT), fundado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Políticos, parlamentares, militantes de toda a esquerda podem participar”, disse a criadora do novo aplicativo de namoro.

Tudo começará com um perfil no Instagram, que compartilhará histórias, hashtags e publicações, além de entrevistas curtas com pessoas de esquerda que procuram um novo amor. “Isso também ajudará as pessoas a fazerem amigos. Hoje, as pessoas são muito agressivas “, acrescentou Nagime.

“Aqui não damos Match e sim Marx”, explicou Elika Takimoto. O nome “PTinder” é uma brincadeira com a sigla do Partido dos Trabalhadores e famoso app de namoro.

A plataforma ainda não foi lançada, mas as criadoras já adiantam algumas detalhes em suas redes. “Não procuramos pela metade da laranja porque isso é coisa do Queiroz. Aqui buscamos a metade da nossa estrela. Vamos promover encontros, festas e shows. Nos aguarde!”, completa Elika.

 

PTinder está chegando, o aplicativo de namoro apenas para esquerdistas
PTinder está chegando, o aplicativo de namoro apenas para esquerdistas

Comentários