Ex-governador preso e cassado, José Melo vai voltar pro lazer do sítio com ‘aval’ da justiça

464

A juíza da 4ª Vara Federal do Amazonas, Ana Paula Serizawa, fixou um novo perímetro de circulação do ex-governador José Melo e a esposa, Edilene Gomes, permitindo que o casal frequente o sítio que possuem em Rio Preto da Eva. A decisão é do último dia 13 de setembro.

Antes de tomar a decisão, Serizawa pediu os dados da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), onde informam quais são os municípios que possuem cobertura do monitoramento da tornozeleira eletrônica.

A Seap confirmou que, além da capital amazonense, os municípios de Iranduba, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Borba e o distrito de Cacau Pirêra possuem o acesso ao equipamento de monitoração eletrônica.

Por esse motivo, a autorização foi concedida pela juíza em determinar o perímetro de confinamento do ex-governador e da ex-primeira-dama entre Manaus e o município de Rio Preto da Eva.

De acordo com a declaração da juíza, “Considerando que os requerentes costumam frequentar o sítio semanalmente, passando lá a maior parte de seus dias, e diante da informação de que há cobertura do sistema de monitoramento no local, retifico a decisão de fl. 578, para fixar o novo perímetro de confinamento dos réus, que passa a ser a cidade de Manaus e o município de Rio Preto da Eva”.

E assim o maior algoz do Estado do Amazonas recentemente, o ex-governador José Melo irá desfrutar do silêncio e a tranquilidade do seu sítio que fica no quilômetro 123 da AM-010, em Rio Preto (a 57 quilômetros a nordeste de Manaus), conforme da decisão judicial. Esse é o mesmo local em que o político foi preso em dezembro de 2017, na Operação Estado de Emergência, uma das fases da Maus Caminhos.

Melo vai voltar pro sítio / No Amazonas é assim

Comentários