Home Notícias Polícia Filho mata mãe e irmã e depois se entrega para a polícia dizendo ter feito uma bobagem

Filho mata mãe e irmã e depois se entrega para a polícia dizendo ter feito uma bobagem

1 minutos lido
5,349

Após matar a mãe e a irmã, um jovem de 20 anos procurou a Polícia Militar e disse que tinha “feito uma bobagem”. Ele disse estar indignado com a mãe que teria o culpado pelo fim do casamento dela. O caso aconteceu em Monte Azul, no Norte de Minas Gerais, nesta quarta-feira (9).

De acordo com a Polícia Militar, logo após matar mãe e filha, o suspeito tentou se matar, mas sem sucesso. Ele então resolveu procurar os militares. Os policiais perguntaram o que era a besteira e o homem disse que tinha matado mãe e filha e indicou o local onde elas estavam. O suspeito foi socorrido sob escolta policial para um hospital da cidade por estar com os pulsos lesionados. Há suspeita que o rapaz sofra de depressão.

Os corpos da mulher de 49 anos e da adolescente de 13 anos foram encontrados em um quarto da casa da família. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas as duas já estavam mortas. A mãe estava no chão e a filha em cima da cama. A suspeita é que elas dormiam quando foram assassinadas já que o crime ocorreu na madrugada.

Filha mata irmã e mãe e depois se entrega para a polícia dizendo ter feito uma bobagem

As vítimas tinham ferimentos de faca principalmente no pescoço e na cabeça. A perícia da Polícia Civil removeu os corpos para o Instituto Médico-Legal (IML) de Januária, tbm no Norte de Minas.

Ao ser questionado da motivação para cometer o crime, o jovem disse que a mãe e a irmã o acusavam da separação da mulher com o pai dele e da adolescente. O caso está em andamento e será repassado para a Polícia Civil.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Leia Também

Após darem soco e apontarem arma na cara de um aviãozinho, casal é guizado por facção

Mostrando que o crime não compensa e que existe um suposto código de ética, um casal foi c…