Home Notícias Política Joana Darc pede desculpas na tribuna da Aleam

Joana Darc pede desculpas na tribuna da Aleam

2 minutos lido
84

Após sete meses da eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), a deputada estadual Joana Darc (PL) se humilhou aos parlamentares da Casa, nesta quarta-feira (16), ao pedir desculpas por acusar o presidente da Assembleia, Roberto Cidade (PV), de pagar R$ 200 mil para cada deputado que votou nele. A deputada argumentou que a acusação ocorreu no calor do momento e que reconhece que a acusação era falsa.

A acusação feita por Joana Darc ocorreu durante a eleição da Mesa Diretora no dia 3 de dezembro. A votação aconteceu após a aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que alterou as regras para eleição da Mesa Diretora da Casa e permitiu adiantar a escolha – até então pautada para a última reunião ordinária do ano.

“O deputado Roberto Cidade foi atrás de comprar votos dos colegas deputados estaduais. E eu digo o valor, porque ele não chegou a falar comigo, mas aqui todo mundo fica sabendo das coisas. O voto era R$ 200 mil”, acusou Darc na tribuna na época.

Nesta quarta, Joana voltou à tribuna após cancelar sua licença-maternidade para se desculpar com Cidade e os demais parlamentares.

“Estou novamente nesta tribuna para reconhecer minhas falas, reconheço que atuei de forma injusta e leviana, e hoje estou pedindo desculpas assim como o acusei. Olhando nos seus olhos, pois somos amigos desde o início do mandato. Apesar da democracia exigir sempre um posicionamento, eu fui injusta e me excedi, pois fui pega de surpresa naquele momento. E independente do que acontecer daqui para frente, espero que possamos virar essa página”, disse.

A parlamentar contou, ainda, que após a maternidade, reconheceu que estaria prejudicando a vida do deputado com a acusação.

“É aquele ditado, a gente só sabe quando passa. Agora que eu sou mãe, eu não gostaria que meu filho escutasse por aí algo sobre mim que não fosse verdade. Naquele momento, eu não era mãe e, por isso, não sabia que eu poderia estar prejudicando a vida de uma pessoa, assim”, argumentou.

Emocionada, Joana se desculpou ainda nominalmente com cada deputado pela acusação feita em dezembro. E declarou que não tira a razão dos deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas de moverem uma ação para cassar seu mandato.

“Eu não tiro a razão dos parlamentares, eu admiro o trabalho de todos e a luta de cada deputado desta Casa. Mas, naquele momento, nada estava sendo fácil para mim, passei por uma gravidez de risco e eu estava no calor das emoções, sei que isso não justifica e por isso decidi me desculpar. Não quero que passem pano, mas sou ser humano e erro todos os dias. Não estou fazendo isso porque estou com medo de sofrer o processo de cassação, mas porque o meu coração pede um processo de desculpas”, afirmou a parlamentar.

Comentários com Facebook
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Política

Leia Também

Presidente Roberto Cidade apresenta PL que autoriza assinatura digital para projetos de iniciativa popular

Previsto no artigo 33 da Constituição do Estado do Amazonas, os projetos de iniciativa pop…