Jogador iraniano é condenado a morte por participar de manifestação pelos direitos das mulheres - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, quarta, 01 de fevereiro de 2023

Esporte

Jogador iraniano é condenado a morte por participar de manifestação pelos direitos das mulheres

Publicado

no

O jogador iraniano Amir Nasr-Azadani, 26 anos, foi condenado à morte na última segunda-feira (12/12) depois de participar de manifestações pelos direitos das mulheres no país. Ele é acusado, juntamente com mais oito homens, pela morte de três policiais durante os protestos que ocorrem no Irã.

Com passagens por clubes como Sepahan e Tractor, que disputam a Iran Pro League (Primeira Divisão do Campeonato Iraniano), Azadani é lateral-direito e está sem clube desde que o o contrato com o Iranjavan, da Segunda Divisão, encerrou, em junho de 2022.

Amir também é acusado de traição pelas autoridades iranianas, que alegam que o jogador faz parte de um “grupo armado e organizado que tem a intenção de atacar a República Islâmica do Irã”. Azadani está preso desde 27 de novembro, dois dias após a morte dos policiais.

Publicidade

⚠ Siga-nos no Facebook ⤵ 🏹

A Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol (FIFPro) se manifestou nas redes sociais dizendo estar “chocada e enojada com relatos de que o jogador de futebol profissional Amir Nasr-Azadani pode ser executado no Irã depois de fazer campanha pelos direitos das mulheres e pela liberdade básica em seu país” e pedindo a “remoção imediata de sua punição”.

Os protestos pelos direitos das mulheres no Irã já duram mais de três meses, depois de a jovem Jina Mahsa Amini, de 22 anos, ter sido executada em 16 de setembro por utilização incorreta do véu islâmico.

Jogador iraniano é condenado a morte por participar de manifestação pelos direitos das mulheres – Imagem: Divulgação

Na segunda-feira, o governo iraniano executou publicamente, na cidade de Mashhad, o manifestante Majidreza Rahnavard, homem que foi acusado de participação em protestos contra o atual regime e de ter esfaqueado dois policiais durante um ato em 17 de novembro.

Ele foi o segundo executado por conta das manifestações. Antes dele, Mohsen Shekari, 23 anos, foi morto em 8 de dezembro por bloquear uma rua e ferir um paramilitar em um protesto.

A Anistia Internacional, uma organização não governamental que defende os direitos humanos, afirma que as autoridades iranianas estão buscando a pena de morte para pelo menos 21 pessoas no que chamou de “julgamentos simulados destinados a intimidar os participantes do levante popular que abalou o Irã”.

Publicidade

⚠ Siga-nos no Facebook ⤵ 🏹

Durante a Copa do Mundo do Catar, jogadores e torcedores do Irã protestaram contra o governo do país. Na partida contra País de Gales, em 25 de novembro, uma torcedora com o rosto maquiado com lágrimas de sangue nas cores iranianas segurou uma camisa com o nome de Mahsa Amini. Ao lado dela, um homem erguia uma bandeira do país com os dizeres “liberdade para a vida das mulheres” no lugar do símbolo.

Jogador iraniano é condenado a morte por participar de manifestação pelos direitos das mulheres – Imagem: Divulgação

Antes da estreia do Irã no Mundial, jogadores da seleção se manifestaram durante a execução do hino nacional. Os atletas ficaram em silêncio no Estádio Al Khalifa, em uma mostra de apoio aos protestos contra o governo. Liderados pelo capitão Alireza Jahanbakhsh, os iranianos permaneceram de pé e não cantaram durante a execução do hino antes do jogo.

Jogador iraniano é condenado a morte por participar de manifestação pelos direitos das mulheres – Imagem: Divulgação

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Agência de Desenvolvimento Sustentável

Facebook

Matrículas 2023 para novos alunos

Matrículas 2023 para novos alunos

Nos Siga no Facebook

Nos siga no Facebook ⤵. Isso é muito importante pra gente 💚

O Trabalho Não Vai Parar

O Trabalho Não Vai Parar!

Governo do Amazonas

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas Notícias do TCE-AM

Últimas Atualizações