Home Notícias Amazonas Justiça Estadual expede mandado de prisão contra outro envolvido na morte de Dom Phillips e Bruno Araújo!

Justiça Estadual expede mandado de prisão contra outro envolvido na morte de Dom Phillips e Bruno Araújo!

2 minutos o tempo de leitura
56

A caçada e busca pelos responsáveis por matarem o jornalista britânico Dom Phillips e o indigenista Bruno Araújo ainda não acabou. A Polícia já localizou os corpos e prendeu dois envolvidos. Há suspeita que pelo menos 5 pessoas foram responsáveis pela barbárie ao qual o Amazonas foi palco contra a vida dos dois. Dessa vez, a Justiça Estadual de Atalaia do Norte, no Amazonas, expediu um mandado de prisão contra mais um suspeito de participação nos homicídios.

Segundo nota da Polícia Federal (PF) trata-se de Jeferson da Silva Lima – conhecido como ‘Pelado da Dinha’.

Policiais federais fazem buscas no Rio Itaquaí, na Amazônia, onde Dom Phillips e Bruno Pereira foram atacados — Foto: João Laet/AFP

Conforme a corporação, o homem não foi localizado até o momento. “A PF e a PC continuam envidando esforços na localização e prisão do elemento foragido”, diz o comunicado enviado à imprensa na noite desta sexta-feira (17). A polícia não detalhou qual teria sido a participação de Jeferson no crime.

“Solicita, ainda, àquele que tiver alguma informação que possa contribuir com as buscas, que comunique as autoridades imediatamente”, pediu a PF.

Investigações

O pescador Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como pelado, já havia dito aos investigadores que um terceiro homem participou do duplo homicídio atirando no jornalista e no indigenista. O depoimento do pescador abriu a hipótese para que a PF expandisse o leque de investigações para envolvimento de mais pessoas no crime.

Além de Amarildo, o irmão dele, Oseney da Costa, conhecido como Dos Santos, também foi preso durante as investigações e confessou participação no crime. A Polícia Federal também efetuou a prisão de um terceiro suspeito. Nota divulgada pela corporação nesta sexta afirma que não houve mandantes para os crimes.

Entretanto, a União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) afirmou que os homicídios foram planejados e cometidos por uma organização criminosa que atua na região, a qual Amarildo e Oseney pertenceriam.

Comentários com Facebook

Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Amazonas

Espia Esse Aqui

Polícia civil conta com Delegacia do Turista durante o 55º Festival Folclórico em Parintins

Em Parintins, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) conta com a Delegacia do Turista, durant…