Home Notícias Brasil Laudo da mulher flagrada pelo marido com morador de rua revela transtorno

Laudo da mulher flagrada pelo marido com morador de rua revela transtorno

3 minutos o tempo de leitura
499

O relatório psiquiátrico de Sandra Mara Fernandes, 33, flagrada mantendo relações sexuais dentro de um carro com o morador de rua, aponta “hipótese diagnóstica de transtorno afetivo bipolar em fase maníaca psicótica (F31.2 CID-10)”.

O laudo foi feito seis dias depois de Sandra ser flagrada pelo marido, 15/3.

Imagem: Divulgação

Logo na manhã seguinte ao flagrante, a mulher foi internada no Pronto-Atendimento do Hospital Regional de Planaltina (HRPL). Sandra estava em um quadro de delírio e alterações comportamentais.

Sandra foi avaliada por médicos psiquiátricas no Hospital da Base, onde foi diagnosticada com bipolaridade em fase maníaco-psicótica. Após consultas, os médicos decidiram interná-la. Em 14 de março, Sandra foi encaminhada ao Hospital Universitário de Brasília (HUB).

No HUB, o psiquiatra Mário de Abreu Gonçalves, citou no laudo um quadro de taquipsiquismo (aceleração do ritmo do pensamento), com hipervigília (episódio maníaco), hipertimia (excesso de agitação), comprometimento da crítica e conteúdo delirante.

O laudo revela detalhadamente o estado mental de Sandra: “Acredita-se, neste momento, em razão de seu estado psicopatológico que a paciente não é capaz de responder por si, tampouco de exercer vários atos da vida civil, em especial o de assinar documentos e procurações, assim como de celebrar contratos ou contratar serviços de qualquer natureza”. Não há previsão de alta para a mulher.

De acordo com o relatório médico, desde janeiro Sandra já havia apresentando sinais de alteração mental psicótica. “Foram descritas: alucinações auditivas, delírios grandiosos e de temática religiosa, hipertimia, falso reconhecimento, comportamentos desorganizados e por vezes inadequados”, descreve o médico no documento. Os comportamento desorganizados são entendidos como gastos excessivos, doação de pertences, resistência em se vestir e hiperreligiosidade.

“Consta ainda histórico de síndrome depressiva reativa em 2017 e estado de aceleração mais atenuado em 2018, este último marcado por hipertimia com taquipsiquismo e aumento considerável de suas atividades”, conclui o psiquiatra.

Relembre o caso

A traição da mulher ganhou repercussão nacional, após o marido traído ter espancado o morador de rua logo após ter flagrado a cena.

Desde então, a Polícia Civil do Distrito Federal (PC) investiga o caso, e a hipótese de estupro.

Na última quinta-feira (24/3), o morador de rua, Gilvado Alves, concedeu entrevistas à mídia, onde relatou todo o ocorrido, em detalhes. Após a veiculação das entrevistas, o pai de Sandra está processando Givaldo por difamação. O caso corre em segredo de justiça na Vara Cível de Planaltina.

Além do processo por difamação movido pelo pai de Sandra, o marido da mulher também entrou na justiça para pedir a remoção de perfis fake e contas de vaquinhas fake da internet.

Imagem: Divulgação
Comentários com Facebook
Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Jussara Melo
Carregar Mais Em Brasil

Deixe um comentário

Espia Esse Aqui

Coletor de lixo faz vídeo pra TikTok fingindo ter arma e acaba demitido

O coletor de lixo que perdeu o emprego após aparecer em vídeo fazendo brincadeiras durante…