Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, quarta, 10 de agosto de 2022

Política

Líder do PDT na Câmara diz que partido votará ao contrário no segundo turno para barrar a #PECdoCalote

Publicado

no

A poucas horas do previsto para a segunda votação da PEC dos Precatórios na Câmara, o deputado federal e líder do PDT na Casa, Wolney Queiroz, disse que o partido conseguiu mudar a posição da bancada sobre o texto. O anúncio ocorre em meio a ameaças de políticos deixarem o PDT caso a proposta seja aprovada.

“Hoje à noite, por maioria, decidimos mudar a posição da bancada na votação em segundo turno da PEC 23. A decisão se deu em nome da preservação da nossa unidade partidária”, confirmou Wolney de madrugada pelo Twitter.

Como noticiou o colunista Leonardo Sakamoto, do UOL, a vereadora Duda Salabert, o deputado estadual Goura Nataraj e o deputado federal Túlio Gadelha divulgaram uma carta com a intenção de abandonar o PDT se a sigla votar novamente a favor da PEC.

“Assim como Ciro Gomes suspendeu sua pré-candidatura à Presidência como forma de apelo para que parlamentares do PDT mudem sua posição em relação à PEC dos Precatórios, entendemos que nossa permanência no partido será também repensada caso a bancada do PDT mantenha os votos favoráveis à PEC dos Precatórios”, afirma o documento.

O PDT trabalha desde quinta-feira (4), quando o texto foi aprovado em primeiro turno na Câmara, para reverter a posição dos parlamentares. O presidente do partido, Carlos Lupi, disse ser “possível acontecer a mudança”.

A PEC prevista para ser votada hoje abre espaço orçamentário para o Auxílio Brasil, nova versão do Bolsa Família, e revê formas de quitar os precatórios, que são dívidas do governo com pagamento estabelecido pela Justiça. Por isso, é chamada por críticos de “PEC do calote”.

Se aprovado em dois turnos na Câmara, o texto seguirá para o Senado.

Outros partidos tentam mudança

Além do PDT, o PSDB e o PSB também se movimentaram para orientar os parlamentares a votarem contra a proposta. Ontem, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, falou ter desistido da articulação.

Horas depois, o deputado Federal Alessandro Molon (PSB-RJ) disse que a sigla continuava trabalhando para rejeitar a PEC. “A nossa expectativa é de que os colegas da oposição que votaram a favor dessa PEC revejam sua posição”, afirmou, em entrevista ao Jornal das Dez, da Globo News.

Já a estratégia do PSDB, segundo o presidente nacional, Bruno Araújo, é barrar a proposta no Senado. “Em respeito a compromissos históricos, os senadores defenderão o legado do partido. O PSDB tem convicções já demonstradas de que é possível equacionar políticas de auxílio e distribuição de renda sem ferir de morte o frágil equilíbrio fiscal, ameaçado pela PEC”, falou.

10.fev.2021 – Deputado Wolney Queiroz (PDT-PE), durante sessão deliberativa na Câmara Imagem: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇...

Sou o idealizador do No Amazonas é Assim e um apaixonado pela nossa terra. Atualmente, participo de diversas ações e discussões na área de cultura, comunicação digital, turismo e empreendedorismo, além de ações sociais.

Agosto dourado: mês de incentivo ao aleitamento materno

Agosto dourado: mês de incentivo ao aleitamento materno

Falando de Contas

Programa do TCE-AM

Facebook

Prefeitura de Manaus

Últimas notícias da Prefeitura de Manaus

Assembleia Legislativa do AM

Últimas Notícias do TCE-AM

Tribunal de Contas do AM

Últimas Notícias do TCE-AM

Últimas Atualizações