Home Notícias Polícia O crime mais chocante de dezembro de Manaus : Padrasto lança bebê de 2 meses em Igarapé

O crime mais chocante de dezembro de Manaus : Padrasto lança bebê de 2 meses em Igarapé

1 minutos lido
1,696

Manaus – As buscas pela bebê Heloísa, de dois meses, foram retomadas na tarde desta quarta-feira (16), pelas equipes da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e Grupo Suçuarana, uma entidade civil treinada para buscas e salvamento em qualquer tipo de ambiente. A organização, por exemplo, atuou no resgate das vítimas do desastre de Brumadinho, em Minas Gerais, no ano passado.

De acordo com o Warlison Silva, coordenador de operações do GS, as equipes percorreram cerca de três quilômetros do ponto em que, aparentemente, a bebê foi jogada no igarapé do beco Israel, na comunidade Alfredo Nascimento, no bairro Cidade de Deus, na Zona Norte.

“Estamos com a missão de auxiliar nas buscas da criança desaparecida. A nossa equipe conta com cães treinados para encontrar cadáveres. O igarapé corta as comunidades Alfredo Nascimento, Aliança com Deus, Raio do Sol e percorre toda a área densa da Reserva Florestal Adolpho Duke. Tudo que estiver ao nosso alcance, faremos para encontrar essa bebê”, pontuou Warlison Silva, do Grupo Suçuarana.

O crime

Segundo informações do delegado Vinícius de Melo, plantonista do 6º Distrito de Polícia (DIP), Vanderson Mesquita dos Santos, 22, confessou ter jogado a enteada no igarapé, por volta de 1h de terça-feira (15). Ele esperou a esposa, de 17 anos, dormir após ela voltar de um casamento. Em seguida, Vanderson enrolou a bebê em um lençol, colocou em uma bolsa e jogou no córrego próximo à casa da família durante a chuva.

“Após certificar que a bebê tinha sido levada pela correnteza, Vanderson retornou para casa, acordou a mãe da criança e revelou o que tinha feito. Depois disso, ele ameaçou a adolescente com uma faca para não fazer alarde e nem contar à polícia. Por ciúmes, Vanderson não aceitava o fato da menina ser fruto de outra relação da companheira”, explicou o delegado Vinícius de Melo.

Pela manhã, a mãe fez buscas com familiares e vizinhos na região, mas sem sucesso. Na ocasião, populares avistaram uma viatura da 13ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) para comunicar o crime. Os policiais militares prenderam Vanderson na residência dele, com algumas porções de drogas.

Vanderson foi apresentado no 6º DIP, onde foi autuado inicialmente por tráfico de drogas. Caso o corpo da criança seja encontrado, ele deverá responder pelo crime de homicídio qualificado.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Polícia

Leia Também

Membros de facção são executados por rivais no Mauazinho

Durante a madrugada deste último domingo (9), três homens foram executados por integrantes…