Home Notícias Política Paulo Guedes deixa parlamentares amazonenses chupando o dedo em reunião sobre Polo Industrial de Manaus (PIM)

Paulo Guedes deixa parlamentares amazonenses chupando o dedo em reunião sobre Polo Industrial de Manaus (PIM)

3 minutos o tempo de leitura
40

Marcada para a próxima terça-feira (8), o ministro da economia Paulo Guedes já cancelou de saída a reunião com autoridades do Amazonas e representantes da indústria do Polo Industrial de Manaus (PIM). De acordo com os parlamentares, a discussão seria logicamente para tratar do decreto estabelecido pelo presidente Bolsonaro que reduz o IPI no país, que afetará diretamente a Zona Franca de Manaus e todos os empregos lá gerados, além da preservação ambiental.

Além de deputados e senadores, o encontro contaria também com a presença do governador Wilson Lima, do prefeito David Almeida e de dirigentes da Fieam, Cieam, Eletros e Abraciclo.

Em nota, o vice presidente da Fieam (Federação das Indústrias do Estado do Amazonas) Nelson Azevedo, pediu que o governo federal trate o assunto com delicadeza e salientou que os atores envolvidos na defesa pela Zona Franca de Manaus estão unidos em prol da defesa dos interesses e direitos, independentemente de suas diferenças partidárias.

“Esperamos que haja sensibilidade do Presidente Jair Bolsonaro em atender as reivindicações justas dos parlamentares, do governador do Amazonas, do prefeito de Manaus e das entidades de classe representantes da indústria do estado, e restabeleça o equilíbrio para que os investimentos atuais sejam preservados e que o modelo Zona Franca de Manaus possa restaurar suas vantagens comparativas para atrair novas indústrias e fortalecer o desenvolvimento regional”, salientou.

A reunião em questão, já havia sido confirmada pelo próprio presidente da República, em entrevista. Na ocasião, ele afirmou que participaria da reunião com senadores do Amazonas, desde que houvesse “educação”.

“Parece eles querem uma audiência com o Paulo Guedes (Ministro da Economia), pediu audiência para mim. Eu quero conversar com eles”, disse.

No entanto, o Governo Federal disponibilizará equipe técnica para discutir o assunto com representantes do setor no Amazonas.

O deputado federal Marcelo Ramos (PSD), utilizou suas redes sociais para se posicionar, afirmando que caso a situação da Zona Franca não seja resolvida, ele entrará com uma ação para derrubar o decreto.

“Há especulação de que o ministro Paulo Guedes cancelou a reunião que havia marcado para amanhã com o governador do AM. Se até quarta não houver uma posição que garanta a proteção da ZFM e dos empregos do amazonenses, na sexta ajuizarei ação para tentar derrubar o decreto do IPI”, escreveu.

Resultados

Na manhã desta sexta-feira (4), o Grupo Heineken anunciou o encerramento da produção de concentrados para refrigerantes no Polo Industrial de Manaus (PIM). A empresa que estava estabelecida desde 2003, agora terá a unidade produtiva em Itu, interior de São Paulo.

A medida foi anunciada em meio ao decreto do governo federal que reduziu o Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) em 25%.

“O Grupo Heineken reafirma sua aposta e confiança no mercado brasileiro, onde tem buscado crescer de forma respeitosa e sustentável, e agradece toda a comunidade de Manaus e do Estado do Amazonas pelo acolhimento durante todos esses anos de operação local”, salientou a nota.

Polo Industrial de Manaus
Comentários com Facebook
Carregar Mais Artigos Parecidos
Carregar Mais De Marcus Pessoa
Carregar Mais Em Política

Espia Esse Aqui

Presidente Deputado Roberto Cidade defende necessidade de redução no preço dos combustíveis no Amazonas

O valor exorbitante no preço dos combustíveis motivou o presidente da Assembleia Legislati…