Home Notícias Manaus Pepsi demite funcionários e decide deixar Polo Industrial de Manaus

Pepsi demite funcionários e decide deixar Polo Industrial de Manaus

1 minutos lido
34

A decisão de sair da Zona Franca de Manaus, foi tomada logo após o decreto de redução da alíquota do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), para o setor de concentrados. 

A empresa não disse o motivo que teria levado a decisão de sair do Polo Industrial de Manaus (PIM), nem se vai abrir uma unidade em outra cidade, ou quantas pessoas faziam parte do quadro de funcionários. O que se sabe, é que a decisão foi confirmada na última sexta-feira (30/11).

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Desde que o atual presidente, Michel Temer, assinou o decreto de redução da alíquota de 20% para 4% sobre o IPI do polo de concentrados, já se especulava a saída da fábrica, devido o desconforto para entre os empresários do setor. A Federação das Indústrias observou que a média de prejuízo com este decreto seria de R$ 6 bilhões por ano.

“Reconhecemos os impactos pessoais de decisões como esta. Estamos comprometidos a tratar nossos funcionários afetados com dignidade, respeito e apoio, e estamos oferecendo um pacote de indenização competitivo, além do suporte à recolocação”, diz trecho da nota, enviada ao A Crítica.

De acordo com alguns colaboradores que não quiseram se identificar, as atividades foram encerradas na última na sexta-feira (30) e que não precisariam retornar nesta segunda-feira (3).

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), Antônio Silva, ressalta que a saída da Pepsi da Zona Franca de Manaus (ZFM), é devido a redução de incentivos assinada pelo atual presidente, mas disse não acreditar que outras empresas do setor tomarão a mesma decisão.

Fonte: A Crítica

 

Comentários com Facebook
Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Emerson Tahan
Carregar Mais Em Manaus

Leia Também

Vereador Rodrigo Guedes participa da maior manifestação de motoristas de Manaus

Com a organização do vereador Rodrigo Guedes (PSC) e de motoristas de aplicativos, a manif…