Petrobras vai pedir ao IBAMA reconsideração da decisão para que possa perfurar a Bacia da Foz do Rio Amazonas e extrair petróleo - No Amazonas é Assim
Nos Siga nas Redes Sociais
Manaus, AM, sábado, 13 de julho de 2024

Brasil

Petrobras vai pedir ao IBAMA reconsideração da decisão para que possa perfurar a Bacia da Foz do Rio Amazonas e extrair petróleo

Publicado

no

A Petrobras (PETR4) vai protocolar, ainda nesta semana

A Petrobras (PETR4) vai protocolar, ainda nesta semana, pedido ao Ibama de reconsideração da decisão de indeferimento da licença ambiental para perfuração na Bacia da Foz do Rio Amazonas, segundo comunicado ao mercado divulgado nesta manhã de quarta-feira (24).

“A companhia defende que atendeu além dos requisitos previstos na legislação de referência ao processo de licitação do bloco FZA-M-059 e que cumpriu todas as exigências técnicas demandadas pelo Ibama para o projeto. A estrutura de resposta a emergência proposta pela companhia é a maior do país. Ainda assim, a Petrobras se prontifica a atender demandas adicionais porventura remanescentes”, diz comunicado.

LEIA TAMBÉM  Playboy faz suruba em casa alugada e dona do local faz o maior barraco; Ouça Áudios!

No pedido de reconsideração, a estatal se comprometerá a ampliar a base de estabilização de fauna no município de Oiapoque, no estado do Amapá. A unidade atuará em conjunto com o Centro de Reabilitação e Despetrolização de Fauna (CRD), já construído pela Petrobras em Belém (PA). “Desse modo, na remota possibilidade de ocorrência de um acidente com vazamento, o atendimento à fauna poderá ser realizado nas duas localidades”, destaca a petrolífera.

A Petrobras ressalta que a Avaliação Ambiental de Área Sedimentar (AAAS) é um instrumento de política sob responsabilidade compartilhada do MMA e do MME, de acordo com a portaria interministerial no 198/2012.

LEIA TAMBÉM  Mulher fica presa em árvore ao jogar Pokémon Go

O bloco FZA-M-59, objeto do licenciamento ambiental em questão, foi adquirido na 11ª Rodada de Licitações da ANP, realizada em maio de 2013. Na ocasião, o processo de outorga dos blocos ofertados foi subsidiado por pareceres do GT PEG- Grupo de Trabalho que contou com Ibama, ICMBIO e MMA, e considerou que o bloco FZA-M-59 estava apto a ser ofertado e licenciado, o que leva a concluir que os desafios sinalizados eram todos tecnicamente superáveis.

Publicidade
Se Inscreva em Nosso Canal no Youtube : No Amazonas é Assim - Notícias e Regionalismo

“A partir da concessão por meio de licitação, a Petrobras possui o compromisso firmado com a ANP de realizar a perfuração de oito poços exploratórios na região do Amapá Águas Profundas, na bacia sedimentar da Foz do Amazonas, sendo que o indeferimento pela inviabilidade ambiental pode resultar em litígio e aplicação de multas, além de comprometer a avaliação do potencial da região, bem como a segurança energética e a própria transição energética justa e segura do país”, afirma a Petrobras, em comunicado.

A Petrobras (PETR4) vai protocolar, ainda nesta semana

A Petrobras (PETR4) vai protocolar, ainda nesta semana

Deixe seu comentário aqui embaixo 👇…

Notícias da ALEAM

Lendas Amazônicas, Urbanas e Folclóricas!

Curta a gente no Facebook

Bora Falar de Direito?

Confira as dicas de direito

Governo do Amazonas

Últimas notícias do Governo do AM

Tribunal de Contas do Amazonas

Últimas Notícias do TCE-AM

Assembleia Legislativa do AM

Últimas notícias da ALE-AM

Entre em nosso Grupo no Whatsapp

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Últimas Atualizações