Polícia cumpre mandados de prisão de envolvidos no assasinato do engenheiro da Ambev

1605

No fim da manhã desta quinta-feira (3), a polícia expediu 4 mandados de prisão para os envolvidos no assassinato do engenheiro da AMBEV, Flávio Rodrigues. A vítima foi morta no último domingo, após uma festa na casa do enteado do prefeito de Manaus, Artur Neto, no bairro da Ponta Negra, na zona Oeste de Manaus.

Polícia cumpre mandados de prisão de envolvidos no assasinato do engenheiro da Ambev – Imagem: Divulgação

José Junior já está preso e custodiado no 19º Departamento Integrado de Polícia – DIP, segundo informações dos advogados de Flávio. Junior foi responsável em registrar o Boletim de Ocorrência, onde foi afirmado que havia ocorrido uma invasão e um sequestro, ele também teria levado Flávio até a festa. A versão de invasão foi desmentida no dia seguinte por seguranças, pelo síndico do condomínio e pela polícia.

O segundo mandato de prisão cumprido foi o de Elielton Magno, preso enquanto concedia entrevista coletiva ao programa Alô Amazonas, na sede da tv A Crítica, localizada no bairro do Aleixo.

A polícia segue no cumprimento dos outros mandados.

Caso Flávio

O engenheiro da Ambev, Flávio Rodrigues dos Santos, 42 anos, desapareceu durante uma festa entre amigos, na residencia do enteado do prefeito de Manaus, Arthur Neto, filho da primeira-dama do município Elisabeth Valeiko Ribeiro, Alejandro Molina Valeiko.

A morte misteriosa de Flávio aconteceu durante a festa no último domingo (29/9), na casa do enteado do prefeito, localizada no condomínio Passaredo, bairro Tarumã, zona Oeste da capital.

O corpo de Flávio foi encontrado na tarde desta segunda-feira (30/9), no Tarumã, com uma fita no pescoço e perfuração no abdômen.

O carro da vítima estava estacionado dentro do condomínio, onde acesso é restrito por conta da segurança do local.

A vítima morava no bairro Morro da Liberdade, na zona sul da capital.

Comentários