Home Notícias Polícia Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compras de votos para Artur Neto

Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compras de votos para Artur Neto

1 minutos lido
9

A Polícia Federal fechou o posto de gasolina Atem, localizado na Avenida Desembargador João Machado (Estrada dos Franceses), no início da noite deste sábado (29), por denúncia de compra de votos em favor do candidato Artur Neto, da coligação “Por Um Só Manaus”.

Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compra de voto
Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compra de voto

O gerente do posto de gasolina e mais três pessoas foram flagrados com várias requisições, enquanto vários veículos eram abastecidos.

A denúncia foi feita pela coligação “Mudança para Transformar”. A assessoria jurídica da coligação recebeu a denúncia por meio do aplicativo Whatsapp, constatou que havia o crime com a distribuição de gasolina aos eleitores e levou ao conhecimento da Polícia Federal.

Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compra de voto
Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compra de voto

Usando um carro descaracterizado, a Polícia Federal confirmou a ocorrência, dando flagrante e conduzindo os envolvidos para a Superintendência da PF, no bairro Dom Pedro na noite deste sábado.

O gerente do posto Atem e mais cinco pessoas foram detidas e até as 20h continuavam prestando depoimento à polícia. Eles responderão à um inquérito policial por crime de compra de votos.

Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compra de voto
Polícia Federal fecha posto de gasolina por denúncia de compra de voto

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por No Amazonas é Assim
Carregar Mais Em Polícia

Leia Também

“O governo federal não tem obrigação de bancar marmanjo”, diz Mario Frias sobre lei de incentivo à cultura

Na última quinta-feira (6/5) durante uma live sobre cristianismo e Lei Rouanet, que inclui…