Saiba mais sobre os benefícios do Tucumã

1746

O Tucumã é uma fruta típica do Amazonas, do tupi=tuku’mã, significa: fruto da árvore de espinhos, pois é oriunda de uma extensa palmeira bem espinhosa, o tucumanzeiro.

A palmeira do tucumanzeiro chega a medir até 15 metros ou mais, é revestida por agudos espinhos ao longo do tronco se desenvolve em solos pouco férteis.

Saiba mais sobre os benefícios do Tucumã – Imagem: Divulgação

O tucumã se desenvolve em grandes cachos, é arredondado, fibroso, com polpa oleosa, fibrosa, de cor alaranjada, consistente e fina tem um sabor inigualável.

Rico nas vitaminas A, B1, C, ômega 3, o tucumã tem propriedade antioxidante, sendo muito eficiente no combate aos radicais livres, retardando o envelhecimento e contribuindo para evitar o desenvolvimento da diabete, ajudando a manter equilibrado o nível de açúcar no sangue.

Além disso, o tucumã tem 90 vezes mais vitamina A que o abacate e três vezes mais que a cenoura. Em, aproximadamente, 100 gramas da polpa do tucumã tem 247 calorias, glicídios (19,1%), lipídicos (16,6%) e protídeos (3,5%).

Benefícios
-Baixa o colesterol (porque rico em ômega-3, este ácido graxo essencial combate o colesterol ruim)
-Combate a diabetes (porque o ômega-3 ajuda também no controle do nível do açúcar no sangue)
-Fortalece a imunidade (por conter as vitaminas A e C, que são antioxidantes)
-Melhora a circulação sanguínea
-Previne infecções e inflamações (o ômega 3 também ajuda a diminuir a inflamação)
-Beneficia a saúde da pele, evitando, por exemplo a acne (por causa de suas vitaminas)
-Evita o câncer (por ter propriedades antioxidantes)
-Promove o bom funcionamento do coração, evitando doenças cardiovasculares

Sanduíches de Tucumã, X- Caboquinho – Imagem: Divulgação

O tucumã pode ser consumido in natura, o que é muito mais saudável, ou pode ser consumido como ingrediente de sanduíches, como o famoso X caboquinho, em receitas de bolos, pastéis, recheio de tapiocas, pizzas, sorvetes, doces, compotas e vários outros.

As folhas do tucumãzeiro servem para a confecção de artesanatos, sendo utilizadas as suas fibras, para a produção de cestos e balaios. A parte dura do centro dos frutos (endocarpo) é usada no fabricação de anéis, brincos, pulseiras e colares.

O óleo do tucumã é utilizado para a fabricação de sabão e, pelas sua riqueza em ômegas 3, 6 e 9 e propriedades hidratantes é muito empregado em produtos cosméticos para a pele e cabelos.

Comentários