Sonâmbulo se mete na cama de um casal de amigos, tenta fazer sexo com a mulher e acaba processado

1354

É cada história que acontece nesse mundão que as coisas nunca parecem ter fim. Na Inglaterra, um rapaz pegou no sono, virou sonâmbulo, se meteu na cama de um casal de amigos e tentou garfar a mulher do amigo. O que aconteceu? O casal resolveu processá-

“Eu estava sonhando, pensei que estava com minha namorada”. Assim, um garoto de 21 anos, Dale Kelly, foi defendido em julgamento na Inglaterra por um caso de tentativa de violência sexual. Segundo a história que ele deu à corte, tudo teria ocorrido enquanto ele estava sonâmbulo. “Eu nunca faria isso com você”, ele escreveu em uma mensagem para seu amigo, que o estava hospedando após uma noite de álcool.

Dale Kelly,
Dale Kelly,

O que aconteceu naquela noite

Dale Kelly estava dormindo no quarto de hóspedes na casa de um amigo e sua namorada. Na noite anterior, segundo a mídia britânica, eles haviam bebido muito. Durante a noite, o jovem de 21 anos entrou no quarto dos amigos e se deitou na cama. Então ele começou a tocar a mulher. Ela inicialmente pensou que era o namorado dela, então quando ela ouviu a voz do homem que a estava tocando, ela entendeu e começou a gritar para acordar o namorado.

A mulher relatou tudo às autoridades e Dale Kelly foi preso logo depois de deixar a casa de seus amigos. Durante o interrogatório, ele disse à polícia que sonhava que estava na cama com sua mulher quando apareceu no quarto de seus amigos.

Saindo da casa dos amigos e antes de ser preso, Kelly também enviou uma mensagem ao amigo: “Ainda quero acordar e isso é no mundo dos sonhos. Juro que nunca faria nada para machucá-lo. Eu te amo ”.

O processo, a defesa: “Ele estava sonâmbulo, tão inconsciente”

Enquanto isso, o julgamento no Tribunal de York continua. Os advogados de Dale Kelly estão tentando provar que o jovem era incapaz de entender e querer, porque estava em estado de sonambulismo. Existem precedentes que permitem que a defesa espere convencer os juízes.

Em 2009, Brian Thomas, de Neath, South Wales, foi absolvido após ser acusado pelo assassinato de sua esposa Christine enquanto eles estavam de férias. Os promotores reconheceram que Thomas tinha um distúrbio do sono e, portanto, não tinha controle sobre seu corpo quando estrangulou sua esposa de 40 anos enquanto os dois dormiam em um trailer.

Comentários