Uber que estava desaparecido estava na verdade curtindo festa na Terra das Cachoeiras

7183

Em momento de extrema tensão em Manaus, após o assassinato do motorista de aplicativo Higson Cavalcante Ramo, um novo caso de desaparecimento foi alardeado nas redes sociais e a família pediu ajuda para que encontrassem o motorista, Boniek Costa da Silva, 30, desapareceu após pegar uma suposta corrida para o município de Presidente Figueiredo, no interior do Amazonas.

Segundo o pai, ontem a família chegou a receber mensagens de números desconhecidos de alguém que tentava se passar por Boniek para impedir o início das buscas. A cada hora que passa a apreensão e o medo aumentava para eles.

E não é que era o próprio motorista do aplicativo Uber, Boniek, que estava alertando à família? O mesmo entrou em contato com a família por um celular de um morador do sítio, o senhor Francisco Macedo Rodrigues, 60.

A confusão maior veio quando, de acordo com o Blog da Amazônia, a família de Boniek usou a foto deste morador como se ele estivesse sequestrado Boniek, o seu Francisco, morador do sítio, que está com sua filha e neta, uma criança de 3 anos, tiveram suas imagem rodadas em grupos de WhatsApp como sequestradores. A família de Boniek, foi ao local de trabalho da filha de seu Francisco, quando a mesma ligou para seu tio que mora em um sítio vizinho e se dirigiu ao local onde Boniek estava e comprovou que ele estava curtindo e consumindo bebida alcoólica, Boniek informou que pegou a corrida e viu que se tratava de uma festa no local, e resolveu ficar por lá mesmo.

A família do dono do sítio onde Boniek estava, disse que recebeu ameaça de familiares de Boniek, caso desse divulgação da história. Eles acrescentaram ainda que irão registrar queixa na delegacia contra familiares de Boniek.

Comentários