Vereador Fransuá denuncia a empresa Manaus Ambiental por cobranças de taxas indevidas

180

O Vereador professor Fransuá Mattos (PV), denuncia a Empresa Manaus Ambiental, responsável pelo serviço de abastecimento e distribuição de água na capital, ao Ministério Público por irregularidades, conforme Lei de n. 301/2012, no ato da cobrança de taxa no valor de R$72,57 para a “religação” do serviço de distribuição e abastecimento de água após quitação de dívidas, por consumidores de diferentes Zonas da Cidade de Manaus.

MANAUS 06.03.16 VEREADOR PROFESSOR FRANSUA (PV) DURANTE SESSAO PLENARIA DA CAMARA MUNICIPAL DE MANAUS (CMM). FOTO:TIAGO CORREA/CMM.
MANAUS 06.03.16
VEREADOR PROFESSOR FRANSUA (PV) DURANTE SESSAO PLENARIA DA CAMARA MUNICIPAL DE MANAUS (CMM).
FOTO:TIAGO CORREA/CMM.

O Vereador Professor Fransuá, com vistas ao Código de Defesa do Consumidor, exige que a empresa Manaus Ambiental retire a cobrança desta taxa, considerada ilegal, e que a empresa se comprometa em prestar informações e esclarecimentos, através do serviço de atendimento ao consumidor (SAC) de modo mais eficiente, pois:“A empresa Manaus Ambiental é muito bem paga para oferecer serviços de qualidade à população. Sendo o fornecimento de água encanada em áreas urbanas serviço público essencial, não estão cumprindo o que propõe a Lei Municipal de N º 301/2012, e continuam a cobrar taxa indevida para “religação” do serviço de abastecimento de água nas residências, o quê tem afetado diretamente o consumidor local”, e por isso exige que esses clientes prejudicados sejam, devidamente, reembolsados”.

Segundo a Assessoria do Programa de Proteção e Orientação ao Consumidor (PROCON), o número de queixas registradas contra Empresa a Manaus Ambiental cresceu bastante, nos últimos meses, conforme levantamento foram registradas o total de cento e vinte e oito ocorrências contra a empresa: Agosto: 59; Setembro: 37 e Outubro 32, os motivos mais recorrentes são: contestação de fatura, e cobrança indevida de multas e dívida, com implicação no corte de abastecimento de água em residências.

“Na maioria dos casos, os consumidores relatam que, a empresa, muito embora disponibilize de serviço de atendimento via “Whatsapp,” não costuma responder ao serviço de forma funcional. Quando o cliente necessita de retorno imediato, para esclarecimento de dúvidas, o sistema de atendimento é direcionado a empresa “Flex Contact Center,” que por sua vez, não retorna ao cliente no tempo previsto, contribuindo assim para que o consumidor sinta-se lesado,” declara o Vereador Fransuá.

Com informações da Assessoria De Comunicação

Comentários