Wilson Lima pede reforço da Força-tarefa de Intervenção Penitenciária após massacre de 55 presos

506

O número de presos mortos em briga de facções nos presídios do Amazonas subiu para 55. A informação foi divulgada pelo próprio governador do estado, Wilson Lima ( PSC) durante entrevista na BandNews TV na tarde desta segunda-feira (27/5).

O governador conversou com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que garantiu a presença da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) para os principais presídios do Amazonas.

O pedido do governador Wilson Lima foi feito após a morte de 55 detentos em presídios do estado. Somando as 15 mortes que ocorreram no domingo (26) e os 40 detentos mortos, todos com indícios de asfixia. O número já quase supera o massacre de presos em 2017, quando 56 presos foram assassinados.

Instituto Penal Antônio Trindade (IPAT): 25 detentos
Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj): 4 detentos
Centro de Detenção Provisória Masculino 1 (CDPM1): 5 detentos
Unidade Prisional do Puraquequara (UPP): 6 detentos.

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap) informou em nota que já iniciou investigações para identificar os responsáveis pela ocorrência de domingo.

As mesmas medidas serão tomadas em relação às mortes registradas nesta segunda-feira, segundo o órgão. Os resultados dessas apurações serão encaminhados à Justiça, informou.

A Seap também divulgou que vai adotar medidas disciplinares nos pr

Seap inicia apuração sobre responsáveis por mortes durante briga entre detentos do Compaj,/ Foto : Divulgaçao

esídios, a exemplo do que já fez no Compaj.

 

Comentários