Home Notícias Internacional Médico brasileiro é preso no Egito acusado de assediar vendedora

Médico brasileiro é preso no Egito acusado de assediar vendedora

1 minutos lido
136
Victor Sorrentino Foto: Redes Sociais

O médico Victor Sorrentino foi preso no Egito, no domingo (30), acusado de assédio contra uma vendedora. Um vídeo publicado pelo brasileiro nas redes sociais registrou o momento em que faz comentários sexistas.

No vídeo, Sorrentino pergunta à mulher: “Elas gostam é do bem duro. Comprido também fica legal, né?”. A atendente, que não falava português, apenas sorri e segue o atendimento explicando detalhes sobre o item que o cliente demonstrou interesse.
O Ministério do Interior do Egito publicou em sua conta oficial no Twitter que “sempre que os serviços de segurança conseguirem identificar a vítima e o autor do incidente, tomará as medidas judiciais contra o autor e irá submetê-lo ao Ministério Público”

Após a gravação gerar revolta nas redes sociais, Sorrentino tornou privado seu perfil de quase um milhão de seguidores no Instagram e divulgou um vídeo pedindo desculpas, ao lado da mulher.

Ele disse que costuma fazer esse tipo de “brincadeira” com amigos e familiares. “Como eu vi que tu é uma pessoa risonha e estava brincando junto com a gente, eu acabei brincando”, justificou, afirmando ainda ser uma pessoa “brincalhona”.

A mulher de Sorrentino também fez uma publicação no Instagram defendendo o marido. “O mundo está cada vez mais complexo, as pessoas vendo maldade em absolutamente tudo”, escreveu Kamila Monteiro.

Carregar Mais Matérias Relacionadas
Carregar Mais Por Alessandro Nuñes
Carregar Mais Em Internacional

Leia Também

Mulher paga de doida no Outback. Fica nua, destrói restaurante e a polícia dá tiro de taser nas teta para imobilizá-la!

Uma mulher nua destruiu um restaurante da rede Outback na Flórida (EUA) antes de ser ating…