O mistério do esqueleto encontrado próximo ao Metro Pirâmide em Roma

369

A descoberta de um esqueleto enterrado em frente à entrada da estação de Piramide, em Roma, tornou-se um mistério. O “mistério da múmia da pirâmide”.

A descoberta ocorreu nos últimos dias, durante algumas escavações dos técnicos da Acea, empresa multi-utilitária da capital italiana e o objetivo era escavar para colocar um novo poste de luz.

A área, em frente à entrada do Metrô B Piramide, foi imediatamente tomada e isolada pelos funcionários da Superintendência do Capitólio.

O esqueleto é humano e aparentemente bem preservado. Provavelmente remonta aos tempos antigos. Quase certamente da era romana, os estudiosos agora tentarão estabelecer sua idade com mais precisão.

De fato, até 20 de setembro, o esqueleto será removido e analisado para tentar obter mais informações. A partir dos dentes, por exemplo, será possível entender a idade e o tipo de alimentação. Se alguma malformação do corpo fosse encontrada, alguém poderia tentar voltar ao tipo de trabalho que estava realizando.

Segundo as investigações iniciais, poderia ser uma tumba roubada. O enterro poderia ser parte da necrópole de ostiensis, mas para cobrir o corpo não foram encontrados azulejos, nem mercadorias graves, como em uso no tempo dos romanos. Daí a hipótese da tumba roubada.

A área, em frente à entrada do Metrô B Piramide, foi imediatamente tomada e isolada pelos funcionários da Superintendência do Capitólio Romano.

Comentários